O que fazer quando tudo parece dar errado?

Se as coisas vão mal em sua vida, eu tenho duas hipóteses. A primeira e mais provável é que você está fazendo as coisas erradas. Se este for o caso, então, nada mais lógico porque vivemos em um mundo de causa e efeito, ação e reação e o resultado da sua vida é consequência natural da forma como vem conduzindo as coisas.

Arrisco dizer inclusive que esta seja a situação da enorme maioria das pessoas. Entretanto, eu falei que havia uma segunda hipótese, muito mais profunda de se analisar ainda que é a seguinte: você está fazendo as coisas certas e mesmo assim tudo continua dando errado. Como explicar uma situação assim? É complexo, mas vou tentar aqui dentro do meu conhecimento limitado…

O nosso crescimento na vida não é uma linha reta, eu prefiro imaginar ele como uma sucessão de ciclos. Se você parar um instante, poderá perceber que os ciclos estão em toda parte. Na economia, na ciência, na arte, na natureza… E, dentre todos os ciclos que existem, há um que acredito ser o mais importante, pois é aquele que permite a existência da vida em nosso planta: o ciclo das estações.

Então, trazendo esta metáfora para nossa vida, todos nós, sem exceção, iremos passar por alguns “invernos” ao longo da nossa jornada. E se você está fazendo as coisas certas, se esforçando, dando o seu melhor e, mesmo assim, as coisas continuam dando errado, provavelmente você está passando por um.

O que fazer neste caso, então? Duas coisas…

Primeiro, ter confiança de que, se continuar fazendo o seu melhor, ele eventualmente vai passar… E segundo – e mais importante – é tomar consciência de que os “invernos” também são importantes e têm o seu propósito em nossa vida. Você pode notar que os grandes nomes da humanidade também tiveram seus períodos de escuridão. Aliás, se eles não tivessem passado por eles, jamais teriam conseguido chegar onde chegaram.

São nesses momentos de dificuldade que somos colocados à prova, forjamos nas dificuldades o nosso crescimento, temos a oportunidade de nos tornarmos melhores, romper uma barreira e iniciar um novo ciclo de prosperidade.

Tem um filme que eu gosto bastante chamado “Divertida Mente”, uma animação da Pixar/Disney. Nele, tem alguns personagens que moram dentro da cabeça de uma adolescente e representam algumas emoções em nosso cérebro sendo que os principais são a Alegria e a Tristeza. Durante todo o filme a Alegria tenta tomar conta porque ela queria que a menina fosse sempre feliz. Mas a grande lição que ela aprende no final – sem estragar aqui a história para quem ainda não assistiu – é que: não podemos eliminar a tristeza, pois ela também exerce um papel fundamental em nossa vida.

Resumindo, então. Se você está passando por um momento difícil, muito provavelmente é porque precisa mudar as coisas dentro de si e ao seu redor. O sofrimento, a dor, a dificuldade muitas vezes são convites a uma transformação. É a vida tentando lhe dizer que uma mudança precisa ser feita.

Por outro lado, lembre-se também da segunda hipótese onde mesmo fazendo tudo certo, você inevitavelmente irá passar, sim, por alguns “invernos” em sua jornada. Neste caso, recorde-se que nenhum inverno dura para sempre, nenhuma tristeza é permanente. Aguente firme e mantenha-se no bom caminho.

E o que fazer quando você sabe que precisa mudar, tomar novas atitudes, iniciar um novo plano, mas está totalmente sem energia/motivação para gerar essa transformação? Esse é um assunto que nós vamos ver em uma próxima oportunidade…

 

 

Faça Agora o Download da Amostra doLivro

Um Guia de Coaching e Desenvolvimento Pessoal Compilados em 10 Princípios Universais para você Transformar sua Vida (Começando Agora Mesmo) e Alcançar o Sucesso.

Pronto! Pode ir lá no seu e-mail para encontrar o link para Download.