As pessoas em geral têm medo de errar, mas esquecem de um custo que às vezes é muito maior… estou falando do custo de não agir, de continuar na inércia, fazendo as mesmas coisas e obtendo os mesmos resultados enquanto o tempo passa.
 
Você vai errar muito no trabalho, na vida, pois todo processo de crescimento passa por erros. Então, se você não está errando (aqui não estou falando de erros estúpidos), quer dizer que não está avançando. Errar é preciso! Desde que, é claro, esteja buscando corrigi-los e aprender com eles. Como afirma o filósofo Mário Sergio Cortella: “Não aprendemos com nossos erros, mas com a correção deles.”
 
Então, o maior problema não é errar e sim ficar paralisado e sempre no mesmo lugar por causa do medo de errar. Este custo é muito maior, mas quase ninguém percebe. Tendemos a ficar em nossa zona de conforto, navegando sempre perto da costa, onde temos em segurança. Mas, devemos sempre lembrar que barcos não são feitos para ficar no porto. Coragem, ambição e ousadia são essenciais para quem quer chegar longe na vida.
 
Portanto, não tenha medo de errar. Lembre-se, antes um erro calculado do que a permanência na inércia. E quando errar, conserte rapidamente seu erro, aprenda a lição e siga em frente mais forte!

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.