O que Realmente Importa? (Parte 1)

2018-05-09T10:09:56+00:00

Você não está aqui por acaso. Nesta vida você está apenas de passagem. Você é um espírito ocupando um corpo, não um corpo ocupando um espírito. Há um propósito maior na existência humana. No entanto, a maioria de nós não tem consciência disso. Perdemos a dimensão espiritual da vida na mesquinhez do dia a dia. Não aproveitamos cada minuto de nossa existência como deveríamos. Em vez disso, deixamos o tempo escorrer por entre nossos dedos, enquanto estamos ocupados com coisas absolutamente sem importância.

Eu lido com gente o tempo todo e tenho percebido claramente que, cada vez mais, as pessoas estão vivendo sem dar um sentido à própria vida. A agenda está sempre cheia, mas quase sempre o vaivém não passa de movimento sem significado. As pessoas vivem enredadas em todo o tipo de afazeres, mas no m do dia, do mês, do ano (da vida?) têm a sensação de que tudo isso não as levou a lugar algum. Portanto, não ponha mais dias em sua vida. Ponha mais vida em seus dias!

É muito comum empresas procurarem definir sua missão para se manter no caminho do crescimento e do desenvolvimento. Agora eu pergunto: e você? Você sabe qual é sua missão neste mundo? Já parou para pensar se está no caminho da evolução ou se estagnou na estrada? Alguma vez você olhou para dentro de si e se perguntou o que está fazendo neste planeta? Ou vai deixar a vida passar como se você fosse um tronco boiando no rio, deixando que a força das águas decida seu rumo?

Quantas pessoas não têm clareza de sua missão, de seus propósitos e levam a vida como um velho mascate? Vivem de trocas. Entram num emprego e na primeira dificuldade trocam; casam-se e se separam na mesma velocidade com que mudam de roupa; fazem amigos, mas não conseguem mantê-los. Pessoas assim adoram tentar, sempre acreditando que “o próximo será melhor”. Grande erro! Não percebem que uma vida sem propósito não leva a lugar nenhum, não veem que o problema não é externo, mas está dentro delas mesmas. Só que olhar para dentro é um hábito que as pessoas vão deixando de lado. O mais comum é que elas apenas se olhem no espelho, para ver se estão com a aparência ditada pela moda.

Qual é o seu propósito?

É por isso que insisto: se você quer que a sua vida tenha mais sentido, defina seu propósito e, a partir daí, faça as escolhas certas para que possa sustentá-lo, coloque em prática as ações que o levarão à realização.

A missão é a energia que gera o alto desempenho. É a energia da vida. Os espiritualistas acreditam que pessoas com projetos de vida que beneficiam o próximo recebem de Deus uma espécie de bônus para viver mais, a fim de concluir sua missão. Mas há quem viva sem nunca sequer ter se perguntado o que está fazendo neste planeta, qual é o sentido de sua vida e o que pode fazer a m de contribuir para um mundo melhor.

Se você estiver consciente de sua missão, de seu propósito, e se comprometer verdadeiramente com isso, será merecedor de uma colheita abundante de prosperidade e alegria como jamais imaginou. Pense bem e verá que a vida só vale a pena quando temos algo maior que nos impulsiona a ir além. Do contrário, ela pode ser apenas uma sucessão de dias mais ou menos interessantes.

Se você optar por levar uma vida sem sentido, sua existência poderá se transformar em um poço de frustração. No final de cada dia, ao se deitar para dormir, você terá o corpo cansado e a alma tensa. Porque sua alma precisa de muito mais do que o movimento frenético de seu corpo para se nutrir. Só que o dia a dia e os “compromissos” que você assume o afastam do que é essencial, daquilo de que sua alma realmente precisa.

Talvez você pergunte: “Tudo bem, mas onde está o essencial?” E eu lhe digo…

(Continua…)


Texto extraído do livro “O que realmente importa”, de Anderson Cavalcante.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.