Você acha que falta tempo em sua vida? Pois a sua concepção está prestes a mudar. O que falta a você não é tempo e sim clareza das prioridades, organização e disciplina. Afinal, todos nós temos as mesmas 24 horas a cada dia que passa.

A partir de agora, toda vez que se flagrar dizendo “Eu não tenho tempo para X”, eu quero que você pense: “X não é prioridade para mim neste momento”. Perceba como essa mudança na forma de expressar a frase faz toda a diferença, especialmente quando você diz que não tem tempo para passar com os filhos, cuidar da saúde ou investir no seu desenvolvimento.

Já que o tempo é igual para todo mundo, onde está a grande diferença, então? No nível de produtividade de cada um.

Aprender a ser produtivo e gerenciar melhor seu tempo é a chave para acelerar o seu progresso rumo ao sucesso e a chave para isso está em um princípio muito especial que você vai conhecer agora…

Princípio de Pareto

O Princípio de Pareto ou Princípio 80/20, afirma que 80% das consequências advêm de 20% das causas. Por exemplo: 80% do lucro de uma empresa é gerado por 20% dos clientes; 80% das vendas de uma equipe comercial advêm de 20% dos vendedores; em 80% do tempo, utilizamos 20% das palavras do nosso idioma; e assim por diante.

Essa proporção nem sempre é exatamente de 80/20, mas o fato é que existe. E como esse princípio pode influenciar a sua vida e a sua produtividade?

Se levarmos em conta a regra 80/20, podemos dizer que 80% dos resultados que você obtém em seu trabalho, em sua vida, são provenientes de 20% das coisas que você faz.

A chave, portanto, para aumentar a sua produtividade é identificar onde estão esses 20% e neles concentrar os seus esforços.

O problema é que, como não sabemos onde estão esses 20% (leia-se: não termos clareza de nossas prioridades), dispersamos nossos esforços em atividades secundárias e sem importância. Em vez de focarmos naquilo que realmente importa, gastamos energia com coisas que têm pouco valor e não nos fazem avançar para onde queremos chegar.

Para ter uma ideia do poder desse princípio e de como ele pode fazer a sua produtividade aumentar exponencialmente, pense que, hipoteticamente, se você tem uma lista de dez coisas para fazer, as duas mais importantes valem quatro vezes todas as outras somadas!

No entanto, em vez de se concentrar nelas, o que a maioria faz? Justamente o contrário! Gastam tempo naquilo que é fácil e agradável para ter uma falsa sensação de estar produzindo e procrastinam aquilo que é realmente importante.

Lembre-se: Movimento não significa progresso.

Você pode cumprir tarefas o dia inteiro e ainda assim não realizar nada de significante, não avançar nenhum passo em direção às suas metas. Por isso, muitas pessoas chegam ao final do dia com aquela sensação: “Corri o dia inteiro e parece que eu não fiz nada”.

Então, uma grande dica que o especialista Brian Tracy dá em seu livro Comece pelo mais difícil: 21 ótimas maneiras de superar a preguiça e se tornar altamente eficiente e produtivo é:

Se você tem que engolir um sapo, não fique muito tempo olhando para ele. Se você tem que engolir dois sapos, comece pelo mais feio.

-Brian Tracy

Ou seja, nunca deixe o mais importante para depois. Não caia na tentação de fazer o que é fácil e agradável só para criar a ilusão de estar produzindo. Comece o seu dia fazendo aquilo que é mais difícil e importante enquanto a sua energia está alta!

Isso porque, quando surgirem imprevistos ou não der tempo de cumprir com todas as suas tarefas, aquilo que deixará de ser feito serão coisas secundárias já que você começou pelas mais importantes.

Olhando dessa maneira, parece algo lógico, não é? Porém, na prática as coisas são mais difíceis do que parecem porque existem alguns sabotadores que drenam sua energia, desviam sua atenção, tiram seu foco e abrem um gargalo em sua produtividade. A seguir vamos conhecer quais são e como você pode se livrar desses sabotadores.

 

Eliminando sabotadores

Muitas vezes, aquilo que você escolher não fazer tem muito mais impacto na sua produtividade do que aquilo que você faz. Em vez de se perguntar: “O que eu deveria começar a fazer?”, pergunte-se: “O que eu deveria parar de fazer?”. Aqui estão algumas dicas.

  1. Não comece a trabalhar antes de planejar seu dia e definir as prioridades

Não caia na tentação de chegar ao escritório e já começar a trabalhar. Em vez disso, invista dez minutos para elencar e priorizar tudo aquilo que precisa ser feito durante o dia. Isso vale ainda mais para o seu planejamento semanal, mensal etc.

  1. Não se deixe levar pelas distrações – cuidado com as compulsões

Cuidado com a compulsão de ter de checar o celular a toda hora. Além de acabar com a sua produtividade, pode gerar neuroses mais sérias, como não conseguir ficar sem seu smartphone por alguns instantes.

Se tiver dificuldades em resistir, livre-se da tentação. Desligue ou coloque o telefone em “Modo Avião” quando tiver de se concentrar em algo importante.

Aliás, permita-se também desligar o telefone em alguns momentos fora do horário do trabalho. Você verá como sua mente irá relaxar naturalmente, algo que ela estava desesperadamente buscando. Por incrível que pareça, o mundo não vai acabar se você desligar o seu telefone quando estiver brincando com seus filhos, fazendo exercícios ou lendo um livro.

  1. Não se preocupe em deixar que pequenas coisas ruins aconteçam

Você nunca terá tempo para fazer tudo o que tem de fazer, mas sempre terá tempo para fazer aquilo que é importante.

Às vezes, isso irá significar deixar que pequenas coisas ruins aconteçam. Por exemplo: dizer não a um cliente, recusar um convite ou negar um pedido de ajuda de alguém que ficará chateado com você por isso. Não se culpe, aceite que esse é um efeito colateral necessário em nome da realização de algo maior.

O verdadeiro problema está em fazer justamente o contrário: deixar de lado suas prioridades para atender a todas aquelas demandas externas que surgem a todo momento.

Dica Bônus:

Elimine o que não é essencial de seu trabalho e de sua vida para poder concentrar sua energia naquilo que realmente importa! A maior dificuldade em ser produtivo e manter o foco não está em saber o que se tem que fazer, mas em dizer “não” e se blindar contra todas as distrações que irão tentar tirar o seu foco! Lembre-se: foco é uma questão de decidir as coisas que você não vai fazer.

Eu espero que a partir de agora você passe a utilizar o seu tempo de uma maneira mais consciente e estratégica. É incrível como “sobra” tempo quando você se livra das distrações e foca no que realmente importa.

No próximo capítulo nós vamos refletir sobre aquela velha frase: “Nenhum homem é uma ilha…” e sobre a importância de saber se relacionar com as pessoas para poder alcançar o sucesso.

(continua…)

Para saber mais: www.paulomachado.com

Se gostou, compartilhe…