Você sabe o que é Cultura do Cancelamento? Preste bem atenção nesta história… um jovem americano chamado Carson King estava em uma partida da NFL e resolveu fazer uma brincadeira: pegou um cartaz e escreveu “Preciso de dinheiro para reabastecer meu estoque de cerveja.”.

A câmera filmou ele e as pessoas acharam divertida a ideia e começaram a doar dinheiro para ele via Venmo (Tipo um PicPay/PayPal). Logo de cara, ele arrecadou 400 dólares!

Mas, aí, ele teve um atitude legal e disse assim: “Pessoal, eu não precisava de tanto dinheiro… Então, vou só tirar o dinheiro da cerveja e o resto eu vou doar para o Hospital Infantil da cidade.”.

Pronto, isso fez com que as pessoas começassem a doar mais ainda e a coisa foi tomando uma proporção cada vez maior a ponto da marca de cerveja e a Venmo falarem: nós vamos dobrar o valor das doações que forem arrecadadas.

No final, graças a esta brincadeira que começou de maneira inocente, foi arrecado 1,14 milhão de dólares para o hospital.

Muito legal né… mas a história não acaba aí.

Um jornalista foi fazer uma matéria sobre o ocorrido e começou a vasculhar o Twitter do Carson King e achou dois Tweets ofensivos de 2012 quando ele tinha 16 anos! De maneira proposital, o jornalista postou a matéria sabendo que isso iria destruir a reputação do rapaz e o que aconteceu?

Bastou essa publicação para que as empresas se distanciassem dele, as pessoas parassem de doar e ele começasse a ser “apedrejado virtualmente”.

Essa é a Cultura do Cancelamento: uma cultura que apoia uma forma de boicote contra uma pessoa que faz algo ofensivo ou tem uma opinião impopular.

Agora, vamos colocar na balança: arrecadar 1,14 milhão para um Hospital Infantil x fazer dois comentários de mau-gosto no Twitter quando tinha 16 anos, qual tem mais peso?

Mas a história não termina aí… um outro grupo de pessoas foi vasculhar o Twitter do jornalista que publicou a matéria e acabou achando coisas mil vezes piores. (Já dizia o ditado: quem com ferro fere, com ferro será ferido). Agora também estão pedindo a cabeça do jornalista.

E aí eu pergunto: Quem de nós nunca disse ou fez alguma besteira na vida? Principalmente na adolescência… onde vamos parar com esse tipo de linchamento/escrutinação do passado alheio?

Fica esta história para refletirmos…

Se gostou, deixe o seu Like e Compartilhe… e, para manter contato comigo:

Site: http://paulomachado.com

Programa de Coaching Online: http://verdadeirosucesso.com

Canal do Youtube: http://youtube.com/c/paulomachadocoach

Instagram: http://instagram.com/paulo.machado.oficial

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/paulorbmachado

Facebook: https://facebook.com/paulomachadocoach

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *