“Os pais precisam dar menos presentes e dar mais atenção a seus filhos.” – Divaldo Franco

Dar atenção não quer dizer estar com o filho ao seu lado enquanto você mexe no celular, mas estar com a sua atenção 100% dedicada a ele.

A propósito, qual foi a última vez que você largou o celular e sentou no chão para brincar com o seu filho?

O vínculo verdadeiro se forma quando você se dedica plenamente a ele no tempo em que estão juntos, buscando compreender e penetrar no seu mundo.

Esses dias eu ouvi uma pessoa dizer com muita propriedade que as crianças de hoje estão sendo criadas por babás eletrônicas (celulares, tablets, YouTube, Netflix…) e isso, ao meu ver, traz dois males terríveis:

Primeiro, o vício e a dor da abstinência, algo difícil de ser suportado por um adulto, quem dirá por uma criança em tenra idade.

Segundo, o vínculo que se forma não é entre pais e filhos, mas entre a criança e os eletrônicos.

São os pais que devem cantar a música da Galinha Pintadinha olhando nos olhos dos seus filhos e não cederem à comodidade de deixá-los com seus tablets para que possam ver seu Instagram.

Sem essa formação de vínculo inicial, essa base, o risco de você ter no futuro um adolescente com o qual você não tem nenhuma ligação é muito grande. Portanto, fica o alerta.

Por fim, quero ressaltar que não sou contra a dar presentes, deixar as crianças assistirem desenhos no tablet etc., estou apenas chamando a atenção para o quanto nós estamos terceirizando a nossa responsabilidade de pais em nome da comodidade que a vida moderna nos trouxe.

Neste Natal, lembre-se que o melhor presente que você pode dar aos seus filhos é o seu tempo e a sua atenção plena a eles.

Conheça também o Programa de Coaching Online  |  Voltar para Home