Posts

Tenho refletido sobre alguns argumentos daqueles que são em favor do aborto, mas sinceramente eles só fazem eu ter ainda mais convicção de que é errado. Aqui estão os melhores argumentos pró-aborto que encontrei e por que não concordo com nenhum deles:

  1. É direito da mulher fazer o que quiser com o seu corpo.

    Concordo. Com o seu corpo. Tanto que não há nenhuma lei que a impeça de se mutilar se ela quiser. Porém, aqui não estamos falando do seu corpo, mas de uma vida que ela gerou e que é incapaz de se defender por si mesma.

  2. Uma questão religiosa não pode se sobrepor em um estado laico

    Mesmo que você tire totalmente a questão religiosa da discussão, o princípio continua o mesmo. Aqui não estamos falando de crenças ou religião, mas de um princípio de proteção à vida.

  3. Isso é para proteger as gestantes de abortos clandestinos

    Aqui a questão é mais delicada. Realmente essas jovens (muitas vezes crianças) devem ser protegidas de abortos clandestinos, mas não acredito que esse seja o caminho. Primeiro, essa vida é gerada a partir do ato consciente de duas pessoas (falarei depois sobre o caso de estupro). A gravidez indesejada muitas vezes não é fruto de falta de informação ou acesso a métodos anticonceptivos, mas de inconsequência e falta de estrutura psicológica. E, por fim, acredito que essa ‘proteção’ poderá aumentar ainda mais a irresponsabilidade de adolescentes e banalizar o valor de gerar uma vida. E, a propósito, o dia que você quiser entender esse valor, pergunte a alguém que quer ter um filho e não consegue.

  4. Você só está preocupado com que ele nasça e não com a vida que ele vai ter

    Esse tipo de mentalidade é a mesma que prega que para eliminar a pobreza, deve-se eliminar os pobres. Então, todos os filhos de miseráveis, de pessoas com o país em guerra, também aqueles que têm deficiências deveriam ser eliminados. Quem vai ser o juiz de cada caso para determinar se vale a pena exterminar esse feto diante da possibilidade de vida que ele vai ter?

  5. Um feto antes de 3 meses ainda não é uma vida

    Quando começa a vida? Quem pode ser o juiz para determinar o momento exato? Portanto, parto do princípio de do momento em que se forma o zigoto, dá-se início a um processo que, se não for interrompido, irá gerar um ser. A partir do momento que você, de maneira deliberada, interrompe esse processo, você está eliminando essa vida. Olhando sob essa ótica, que diferença faz tirar a vida do bebê no terceiro mês ou no quarto, ou no nono? O processo interrompido é o mesmo, apenas acontece em épocas diferentes.

  6. Aborto em caso de estupro

    Existe um filme chamado “O Quarto de Jack”. Não quero estragar a história, mas sugiro que assistam para ter uma profunda reflexão sobre esse caso específico.

  7. Risco de vida para a mãe

    Na época das Paraolimpíadas do Rio 2016, passou a história de uma esgrimista de cadeira de rodas que ficou paraplégica por causa da gravidez. Foi dada a ela a oportunidade de interromper devido ao risco de vida e outras complicações. Ela, com seu verdadeiro amor de mãe, não pensou duas vezes, decidiu na hora que, não importasse o que pudesse acontecer com ela, levaria a gravidez até o final. Hoje, possui uma relação única e especial com sua linda filha que já está na adolescência. Pense quantas memórias felizes ela construiu com sua filha que nunca existiriam se ela tivesse optado por abortar. Foi uma escolha pessoal dela. E essa é uma escolha muito difícil mas que só cabe a própria mãe fazê-la.

Se você é pró-aborto, reflita sobre essas questões assim como eu procurei refletir sobre os argumentos acima. E se tiver outros argumentos, fique à vontade para incluí-los nos comentários. E se você também é contra o aborto, compartilhe essa mensagem.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

A Olimpíada é muito mais do que uma competição esportiva. Nela existe o Espírito Olímpico, existe um desejo universal de paz entre as nações.
A Rio 2016, em meio a este espírito, aproveitou a visibilidade global do evento para chamar a atenção a uma grave situação que está ocorrendo no mundo: A Crise dos Refugiados. Pessoas obrigadas a abandonarem seus países porque esses já não lhes oferecem mais condições mínimas para sobreviver. Sem escolas, hospitais, eletricidade, água…


Síria

Isso é o que eles deixam para trás. Região de conflito na Síria.


 

A foto que rodou o mundo. Omran, resgatado após ataque aéreo em seu bairro em Aleppo.


 

E, diante dos olhos do mundo, fez algo emocionante. Conheça a bandeira e a história do País de Refugiados. Emocionante.


 

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.
 

Eis um famoso discurso do Presidente Kennedy proferido em 12 de setembro de 1962. Ele poderia apenas ter anunciado que os EUA estavam preparando a Missão para a Lua, mas, ao invés disso, eis abaixo o que ele falou, ou melhor, “como” ele falou. Repare que a forma como você conta ou anuncia algo faz toda a diferença.
“Nós enviaremos para a lua, a 380 mil quilômetros de distância do nosso centro de controle em Huston, um foguete gigante, do tamanho deste campo de futebol, feito de novos materiais alguns dos quais ainda não foram inventados, capazes de aguentar um calor maior do que qualquer outra coisa já suportou, montado com a precisão dos melhores relógios, carregando todo o equipamento necessário para: propulsão, navegação, controle, comunicação, alimentação e sobrevivência, em uma missão nunca antes tentada para um corpo celestial desconhecido. Tudo isso para depois retornar em segurança para a Terra, reentrando na atmosfera a uma velocidade de 40 mil quilômetros por hora, causando um calor equivalente à metade do calor do sol… E fazer tudo isso certo! Precisaremos ser ousados, mas isso será feito! E será feito antes do final desta década…”
Vídeo do discurso completo: https://www.youtube.com/watch?v=zTjQouSkRXo

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.
 

O que era para ser uma queixa de um estabelecimento feita no Trip Advisor, se tornou uma verdadeira “aula de economia”, depois que o dono do estabelecimento resolveu explicar o porquê do “alto preço” de uma xícara de água com limão.
Hannah C. escolheu o Bennett Café e Bistrô para ir com amigos e, de acordo com sua opinião, a experiência foi ruim.
“Este lugar é absolutamente horrível. Fui ali para tomar um chá da tarde com alguns amigos, e estava com pouco dinheiro. Pedi então água quente com uma rodela de limão. Em primeiro lugar, a água não chegou junto com o bolo e a bebida dos meus amigos. Depois, me cobraram 2 libras (cerca de R$ 12) pela água quente e por uma fina rodela de limão. Quando eu perguntei porque estava sendo cobrada uma quantia tão alta por um pouco de água, o garçom disse, rudemente: ‘bom, você sabe quando custa um limão?’. Sim, e definitivamente não é duas libras. Depois, ele me informou, erroneamente, que um bule de chá para uma pessoa (que foi o que me cobraram) custa o mesmo preço que um limão. Para demonstrar o quão ridículo isso era, meu amigo pediu um doce de chocolate, que custava 1,90 libras. Lugar horrível, sem dúvida não o recomendo, e o garçom rude que me atendeu deveria ser despedido. Não voltarei, e aconselharei meus amigos e familiares a não irem lá”.
O dono do Bennett, Jay Rayner, resolveu então responder a resenha
“Lamento que você tenha se sentido explorada, e vou te explicar porque não deveria ser assim. Você entrou no café, e o garçom mostrou onde você deveria se sentar, entregou um cardápio, esperou para anotar o seu pedido… Foi no caixa, pegou uma xícara, um prato e uma colher, e os levou à cozinha. Lá, ele pegou uma faca, uma tábua e um limão. Cortou um pedaço e colocou na xícara. Depois, voltou ao salão, pegou a água quente e levou a xícara à sua mesa. Quando você ia embora, ele imprimiu sua conta, levou até você, processou seu pagamento com cartão de crédito e fez a cobrança fora do caixa. Depois que você foi embora, ele pegou a xícara, o prato e a colher, levou até a cozinha, lavou, secou – junto com a tábua e com a faca – e guardou o limão. Depois, ele voltou ao salão para arrumar a xícara, o prato e a colher, limpou sua mesa e deixou o cardápio ali, a espera do próximo cliente, Isso toma, pelo menos, de 2 a 3 minutos de trabalho do garçom.”
E ele continua:
“O custo dos gastos gerais da empresa, quero dizer, o aluguel, as taxas do negócio, os custos de eletricidade, os gastos bancários, entre outros, giram em torno de 25,50 libras. Eu pago aos meu colegas um salário digno e decente, levando em conta o pagamento de férias, seguro, e o tempo produtivo antes de abertura e depois do fechamento do bistrô. O garçom que lhe serviu me busca 12,50 libras por hora. Portanto, em conjunto, o custo é de 40 libras por hora, o que significa que o custo de proporcionar o serviço de 2 a 3 minutos seria entre 1,34 a 2 libras. Então, o governo ainda acrescenta 20% de impostos, o que faz com que a xícara com água e limão, custe entre 1,60 e 2,40 libras”.
“Tenho que pagar os meus fornecedores, caso contrário as instalações não estarão disponíveis para outras pessoas no futuro. Concordo que tudo faz com que o preço de uma xícara de chá no centro da cidade seja caro, comparado ao que você faz em casa, mas por desgraça, essa é a cruel realidade da vida. Na verdade, são as instalações que custam dinheiro, muito mais do que os ingredientes. Talvez, a má educação que você percebeu em mim foi provocada pela falta de respeito que eu percebi em você por presumir que poderia usar nossas instalações e ser atendida gratuitamente”.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.