Posts

Foi um enorme prazer fazer uma Live para a Arteris, uma uma das maiores companhias do setor de concessões de rodovias do Brasil, com mais de 3.400 km administrados e com mais de 4.700 colaboradores.

Transcrição Resumida:

O meu objetivo aqui hoje nesta apresentação especial para a Arteris é bem claro e, confesso, um tanto ambicioso: Ajudar vocês a mudar uma chave mental que vai fazer com que vocês enxerguem de uma maneira totalmente diferente o momento que nós estamos vivendo e – a partir desta nova visão – comecem a ter novas atitudes, comportamentos que vão fazer com que vocês aproveitem estas crise para criar um novo futuro para a vida de vocês.

Há duas formas de enfrentar este momento que todos estamos passando, como se fossem dois futuros possíveis que estão diante de cada um de nós. E o futuro que nós iremos colher em breve quando tudo isso tiver passado, vai depender das escolhas que nós fizermos neste momento.

E para explicar melhor isso, eu gostaria de começar trazendo a introdução de uma palestra de um famoso orador americano (já falecido) chamado Zig Ziglar onde ele faz à plateia 3 perguntas:

  • Você acredita que existem coisas que você pode fazer ao longo das próximas semanas que vão tornar sua vida PIOR?
  • Você acredita que existem coisas que você pode fazer ao longo das próximas semanas que vão tornar sua vida MELHOR?
  • Você acredita que a escolha entre uma opção e outra depende de você?

Ou seja, existem coisas que você pode fazer – e que não dependem de nada e nem de ninguém – além de única e exclusivamente da sua vontade, que vão deixar sua vida melhor, independentemente de qualquer circunstância certo?

Para ilustrar melhor esse raciocínio, imaginem que nós vivemos em dois universos distintos:

Tem o Universo Externo, que é o das variáveis incontroláveis (pandemia, governo, economia etc.), sobre o qual nós não temos nenhum poder e influência.

E tem o Universo Interno, onde neste sim você está no “comando” (Atitude, pensamentos, decisões condutas etc.).

Portanto, neste momento, você tem duas opções: Você pode reclamar da situação que estamos vivendo, das mudanças que estão acontecendo no mundo etc. Vai adiantar alguma coisa?

Ou…

Você pode tirar o seu foco dessas coisas que não dependem de você e concentrá-lo nas coisas que dependem SÓ de você. Indo mais longe ainda, você pode “escolher” enxergar isso que estamos vivendo como uma grande oportunidade de acelerar seu crescimento e então se planejar, criar um plano de ação para aproveitar este momento de uma maneira inteligente e produtiva para sair fortalecido, uma pessoa muito maior do que aquela que lá de trás quando tudo isso começou.

Aliás, você já parou para pensar que este momento único que nós estamos passando pode ser uma oportunidade de ouro para você finalmente conseguir concretizar uma série de mudanças em sua vida que você sempre desejou, mas acabou sempre sendo vencido pela procrastinação, pois estava anestesiado pela correria do dia a dia, vivendo de maneira inconsciente?

Mas de que forma você pode fazer isso?

Este momento é extremamente propício para você, por exemplo:

  • Definir metas claras para sua vida para o seu trabalho
  • Fortalecer seus relacionamentos
  • Melhorar seus hábitos
  • Aumentar seu nível de Autoconhecimento
  • Enfrentar seus medos
  • Encontrar um propósito mais profundo
  • Praticar a bondade e a solidariedade

E do ponto de vista da Empresa como um todo, é uma excelente oportunidade para, como disse a grande Luiza Helena Trajado: “A pandemia obrigou as empresas a evoluírem 20 anos em 20 dias”.

Mas como sair de tudo isso que nós falamos com algo prático em mãos? Há várias dicas e recomendações que eu poderia passar, mas vou focar em apenas uma por causa do tempo:

Pegue um pequeno caderno e pergunte-se amanhã: “Quais seriam 3 COISAS que se eu fosse capaz de concretizar fariam com que eu fosse dormir no domingo à noite com o sentimento de plenitude e realização?”. ESCREVA A RESPOSTA.

Daí, no Domingo à noite, pergunte-se a mesma coisa em relação à semana seguinte e escreva a resposta. Você vai ver a enorme diferença que este pequeno ato vai gerar.

Portanto, lembre-se, você pode reclamar de coisas sobre as quais não tem nenhum controle (só vai gerar frustração e um sentimento de impotência) ou você pode focar em si mesmo e enxergar este momento como uma grande oportunidade de crescer como nunca antes na sua vida e realizar uma série de mudanças que vão fazer com que você inicie um novo futuro a partir de agora. A escolha é sua.

Para concluir, deixo uma frase de um psiquiatra austríaco chamado Viktor Frankl que eu gosto muito e que diz o seguinte:

“Tudo pode ser tirado de uma pessoa, exceto uma coisa: a liberdade de escolher sua atitude diante de qualquer circunstância da vida.”

Espero que, com essa reflexão de hoje, vocês possam sair daqui com a energia renovada e motivados a iniciarem uma grande mudança positiva para a vida de cada um de vocês.

“Você é o único responsável pelo seu sucesso ou fracasso.”
-Jocko Willink
 
O que estou prestes a lhe dizer pode parecer um pouco duro, mas a verdade é que você é o único responsável pelo seu destino.
Difícil aceitar, não é? Afinal de contas, existem muitos fatores sobre os quais você não tem nenhum controle e que impactam diretamente a sua vida, certo?
Entretanto, se refletir com mais profundidade, irá perceber que o que realmente faz a diferença para o nosso sucesso é a atitude interior de cada um, a maneira como escolhemos lidar com o que nos ocorre.
Viktor Frankl, sobrevivente do Holocausto e autor do clássico livro Em busca de sentido, escreveu:
 
“Tudo pode ser tirado de uma pessoa, exceto uma coisa: a liberdade de escolher sua atitude em qualquer circunstância da vida”.
 
Enquanto buscar desculpas e razões pelas quais as coisas não dão certo em sua vida, você sempre será prisioneiro de uma vida de frustrações. E pior, estará sempre impotente para agir, pois ainda não conseguiu assumir a responsabilidade pelos resultados que obtém.
Se observar mais atentamente as pessoas de sucesso, irá perceber que, apesar de também terem vários motivos, elas não se fazem de vítimas. É a diferença de atitude que as distingue. Elas triunfam apesar das dificuldades.
Por isso, o primeiro passo para uma mudança verdadeira é sempre uma mudança de mentalidade. Há pessoas que têm uma mente programada para pensar: “Em minha vida, a coisas acontecem”, essas esperam passivamente por oportunidades. Enquanto há outras que pensam: “Em minha vida, eu faço as coisas acontecerem”, essas criam proativamente suas oportunidades.
A forma como você define isso fará toda a diferença na maneira como conduz sua vida e molda seu destino.
Por mais que coisas ruins possam nos acontecer sem que tenhamos qualquer culpa ou controle, ainda assim sempre seremos o único responsável por decidir como lidar com as adversidades.
 

“O sucesso não depende do que acontece com você, mas de como você escolhe lidar com as coisas que lhe acontecem.”

 
Então, se as coisas vão bem para você, parabéns! É seu mérito. Se vão mal, o único responsável (e capaz de mudar a situação) é você.
Enquanto não conseguir assumir essa responsabilidade, estará sempre impotente para agir, como um prisioneiro da sorte, um refém do acaso. Por outro lado, a partir do momento que “virar essa chave”, as coisas mudam na hora. Você para de depender dos outros (ou de qualquer fator externo) e passa a depender exclusivamente de si, tornando-se o arquiteto do seu futuro, o senhor do seu destino.
Essa mudança interior é sempre o primeiro passo, mas ainda está longe de ser suficiente para se construir uma vida plena e de realização. Existe outro princípio fundamental que, se não obedecido, pode nos condenar a uma vida de frustração. Vamos conhecê-lo no próximo capítulo.

Para saber mais, acesse: www.paulomachado.com