Posts

Muitas vezes, o caminho para o sucesso fica mais claro quando paramos para nos perguntar o que NÃO devemos fazer se quisermos chegar lá. Em vez de tentar descobrir o que você precisa fazer para crescer, pense quais atitudes e comportamentos você deve parar de ter para conseguir evoluir. Isso às vezes dá muito mais resultado! E para ajudar você nesta missão, eu preparei uma lista com 7 hábitos que você NÃO pode ter se quiser prosperar com a sua empresa (ou na sua carreira!):

 

1) Ficar encontrando desculpas

Enquanto ficar buscando desculpas pelas quais seu negócio não dá certo (economia, mercado, crise, governo, funcionários, Brasil etc.), você estará sempre impotente para agir. Pense que todos aqueles que hoje têm um negócio de sucesso tiveram grandes dificuldades e, se quisessem, também poderiam encontrar uma série de motivos para justificar um suposto fracasso.

Entretanto, é a atitude que os distingue. A partir do momento que você consegue assumir a responsabilidade plena pela situação na qual se encontra, você libera um enorme poder de realização pois deixa de depender de fatores externos e incontroláveis e passa a depender unicamente de si mesmo.

2) Aplicar um esforço incansável na estratégia errada

De que adianta tentar correr cada vez mais rápido se você está na direção errada? Tem muita gente que trabalha duro, mas que acaba não chegando longe, pois só isso não é suficiente. Você tem que seguir uma estratégia que funcione! Mas como descobrir essa estratégia?

Indo atrás dela! Uma das maiores maravilhas do tempo em que vivemos é que podemos ter acesso ao conhecimento das mentes mais incríveis de nosso tempo. Não é coincidência que a média de livros lidos por ano de um CEO é muito superior àquela do cidadão comum. O que falta à maioria é o desejo e o empenho em aprender e se desenvolver. Lembre-se de se perguntar periodicamente: estou tendo efetividade em minhas ações? Elas estão gerando resultados? Se a resposta for não, pare e reveja sua estratégia.

3) Investir em seus pontos fracos

Peter Drucker afirmou certa vez: “O maior erro que alguém pode cometer é perder tempo tentando corrigir seus pontos fracos em vez de focar em melhorar seus pontos fortes.”. Ele afirmava: “Por que investir tempo e energia em habilidades que você não tem aptidão para, com muito esforço, sair de ‘ruim’ para ‘medíocre’ quando você pode concentrar esse mesmo esforço em seus talentos naturais e sair de ‘bom’ para ‘excelente’?

Como empresário, busque o autoconhecimento para identificar seus pontos fortes, invista neles para alcançar a excelência e vá atrás de pessoas com talentos que complementem os seus para criar uma equipe vencedora.

4) Trabalhar sem ter metas claras definidas

Qual é a chance de você atingir um alvo que não enxerga? Ou, pior um alvo que não existe?! Ainda assim, esta é a maneira como muitas pessoas caminham: sem direção. Resolvem problemas o dia inteiro, apagam incêndios o tempo todo, mas não chegam a lugar algum, não avançam rumo a uma meta clara.

Se você não sabe exatamente aonde quer chegar e em quanto tempo, fica muito difícil você ter efetividade em suas ações. Por isso, sempre tenha muito claro quais são suas principais metas a curto, médio e longo prazo.

 

5) Má gestão do tempo e baixa produtividade

No mundo dos negócios o que conta são os resultados que você produz e não a quantidade de horas que você trabalha. Tem gente que passa o dia inteiro em atividades de pouca importância na ilusão de estar “trabalhando bastante” em vez de focar naquilo que realmente importa. Lembre-se: “Movimento não é progresso.”

Isso ocorre principalmente pela falta de clareza de prioridades, de saber quais são aquelas coisas que farão você progredir de verdade em direção aos seus objetivos. Some-se a isso uma péssima gestão do tempo repleta de distrações e você tem a receita perfeita para o estresse e a estagnação.

6) Falta de profissionalismo

Sabe aquela “mentalidade tupiniquim” que ainda está infelizmente incrustada em muitos brasileiros como: o Brasil só começa a trabalhar depois do carnaval, o jeitinho brasileiro, a malandragem… pois esse é o tipo de coisa que impede muitas das nossas empresas de progredirem em nosso país.

Tenha em mente uma coisa: o sucesso exige profissionalismo. No mundo moderno não há mais espaço para esse tipo de pensamento atrasado. Portanto, seja pontual nas reuniões, entregue exatamente o que foi combinado, cumpra os prazos… O profissionalismo em tudo na sua empresa, na sua marca, na sua apresentação, nas suas roupas, no seu escritório, no seu atendimento, no seu vocabulário, nas suas atitudes…

7) Negligenciar a saúde

Por fim, aqui está algo que se passa desapercebido para muitos até infelizmente que algo mais grave aconteça: trabalhar sem parar e deixar a saúde de lado… Esse é um outro grande erro, pois isso cedo ou  tarde vai cobrar preço muito alto.

É claro que vai haver momentos de crise, momentos que vão exigir que você se dedique de corpo e alma ao seu negócio e isso, invariavelmente, vai fazer com que você acabe dando menos atenção a outras áreas da sua vida, como a saúde, por exemplo. Entretanto, como eu escrevi, são momentos, essa não pode ser a constante na sua vida onde você trabalha 14 horas dia, come mal, dorme mal, não se exercita etc. Lembre-se dessa frase: “Quem não tem tempo para cuidar da saúde, vai ser obrigado um dia a encontrar tempo para cuidar da doença.”

 

Eu poderia falar de vários outros hábitos nocivos aqui, mas a principal mensagem é: obtenha clareza de quais são seus “sabotadores”, aquelas coisas que estão impedindo o seu progresso e tome uma atitude imediatamente para eliminá-los! Eliminando esses sabotadores, você já estará dando um grande passo rumo ao seu sucesso como empresário.

Gostou? Então, CLIQUE AQUI e comece agora mesmo um Programa corrigir esses hábitos na sua empresa e na sua vida.

Para conhecer mais sobre o meu trabalho, acesse: www.paulomachado.com

O topo da montanha representa o seu futuro projetado atual. É o destino que lhe espera caso você continue conduzindo a sua vida da mesma maneira que já está acostumado. O futuro é mais previsível do que parece ser…

A escalada representa o seu dia a dia… a maneira como você acorda, como vai trabalhar, como cuida da sua saúde, das suas finanças, como trata as pessoas, como utiliza o seu tempo, as coisas que você prioriza, seus hábitos, seus padrões mentais etc.

Infelizmente, muitas pessoas vão se dar conta que estavam todo este tempo escalando a montanha errada somente quando chegarem lá no topo e se virem diante de um futuro que não desejaram para si. Preocuparam-se em acelerar cada vez mais a subida e esqueceram que a pergunta que realmente importava era essa: “Eu estou escalando a montanha certa?”

Que tal começar uma nova história para sua vida a partir de agora? Acesse: www.paulomachado.com e saiba como.

Você já parou para pensar que a vida dos seus sonhos pode estar muito mais perto do que você imagina? O problema é que existem 3 Barreiras que impedem você de chegar lá e que você vai conhecer agora. Uma vez que você identifique quais são essas barreiras, vai ficar muito mais fácil conseguir superá-las e começar agora uma nova história para sua vida…

Primeira Barreira: Não saber como é a Vida dos Seus Sonhos

Parece óbvio, mas a primeira coisa a se fazer é definir EXATAMENTE como é a vida dos seus sonhos! Afinal… como você pode alcançar essa vida se você nem sabe o que está perseguindo?

É como tentar acertar um alvo que você não enxerga, ou pior, que não existe! Ainda assim, se eu te perguntasse exatamente como é a vida dos seus sonhos, você saberia me responder com uma riqueza de detalhes?

Onde você mora, no que você trabalha, quanto você ganha, como é a sua família, o que você faz no seu dia a dia… Provavelmente não, né? E aí está a primeira barreira que impede as pessoas de terem uma vida melhor: falta de clareza da vida que querem construir para si.

Faz sentido até o momento? Então, vamos à segunda barreira…

Segunda Barreira: Não saber o caminho que irá levar você até lá

O futuro é mais fácil de prever do que as pessoas imaginam… quer ver só? Se você continuar fazendo o que sempre fez, repetindo os mesmos padrões mentais, mesmas atitudes, mesmos hábitos… qual é o futuro que te espera lá na frente? Você irá alcançar a vida dos seus sonhos sendo a pessoa que você é hoje? Mais uma vez, provavelmente não, não é?

Agora, uma vez que você tenha clareza de como é exatamente a vida que você quer ter no futuro, fica mais fácil fazer a pergunta inversa: O que você precisa fazer hoje para começar progredir rumo à vida que você quer ter no futuro? Quais são os padrões mentais, atitudes, hábitos… que irão conduzir você até lá? E aqui vem uma ótima notícia! Não é tão difícil saber o que o que você precisa fazer…

Existem padrões bem determinados que todas as pessoas de sucesso seguem e que irão conduzir você até lá. E o melhor! Você pode começar a aplicá-los agora mesmo e, uma vez que inicie essa busca consciente e focada, a mudança irá acontecer muito mais rápido do que você imagina… O problema é que existe ainda mais uma barreira que é a pior de todas…

Terceira Barreira: Deixar sempre para começar amanhã…

Eu poderia falar para você exatamente o que você precisa fazer, passo a passo, para transformar sua vida hoje mesmo e começar a caminhar com foco rumo a um futuro com muito mais sucesso, prosperidade e realização em todos os sentidos – de uma maneira que comprovadamente funciona! Mesmo assim, você provavelmente não começaria essa mudança porque ainda existe uma grande barreira…

Essa barreira se chama “racionalização”. O que isso significa? É aquela voz no fundo da sua cabeça que sempre encontra alguma razão para não começar essa mudança agora. Ela pode vir de várias formas: “vou pensar…”, “isso não funciona para mim…”, “agora eu não posso por causa de…” e, é claro, a mais poderosa de todas: “amanhã eu começo…”. Só que aí o que acontece? O tempo vai passando e a vida continua sendo sempre a mesma…

Como, então, vencer esta barreira?!

Aí está o “X” da questão! Mas, isso é um assunto para uma próxima oportunidade…

Uma abraço e até a próxima,

Paulo
www.paulomachado.com

PS: Se você está buscando uma mudança em sua vida, escreva para mim no contato@paulomachado.com, talvez eu possa te ajudar de alguma forma.

PS2: Se você acha que esse texto pode contribuir com alguém especial, compartilhe com essa pessoa… às vezes, esse pequeno gesto pode fazer uma diferença enorme.

Degrau 1: Uns não querem o sucesso.

Degrau 2: Outros querem, mas não acreditam ser capazes.

Degrau 3: Outros acreditam ser capazes, mas não sabem como chegar lá.

Degrau 4: Outros sabem o que precisam fazer, mas não começam nunca essa caminhada.

Degrau 5: Outros colocam em prática o que precisam fazer, mas não têm consistência em suas ações.

Degrau 6: Outros têm consistência, mas eventualmente desistem diante das adversidades.

Degrau 7: Pouquíssimos são aqueles que querem alcançar o sucesso, acreditam em si mesmos, sabem como chegar lá, colocam em prática o que precisam fazer, mantêm a consistência ao longo do tempo e nunca desistem. Estes, inevitavelmente, alcançam o sucesso*.

Olhando assim fica claro por que só uma pequena minoria das pessoas alcança o sucesso? E você, em qual degrau está?

*Ainda assim, esse sucesso pode ser ilusório, temporário e vir às custas de grandes e irremediáveis renúncias pessoais. Há outros degraus nesta escada ainda, mas isso é tema para uma outra ocasião.

Quer subir nesta escada? Então, acesse: www.paulomachado.com e conheça um método que vai ajudar você nesta escalada.

 

Qual é a principal coisa que você gostaria de transformar na sua vida neste momento?

Aí está uma pergunta-chave que pode iniciar uma grande mudança em sua vida a partir de agora – desde que, é claro, você se dedique um momento para refletir com mais profundidade sobre ela e vá além de uma resposta superficial.

Elaborando mais a pergunta para aprofundarmos a nossa reflexão: “Dentre todas as áreas que você poderia concentrar os seus esforços de maneira focada para transformar a sua vida, qual seria aquela que traria o maior efeito positivo para você neste momento?”.

Ao longo dos meus anos trabalhando com Desenvolvimento Pessoal ajudando pessoas a transformarem suas vidas e alcançarem seus objetivos, eu pude observar que tanto os anseios, dificuldades, desafios como os objetivos, metas e sonhos das pessoas podem ser resumidas em alguns padrões específicos que se repetem.

Em relação às dificuldades, eu vou deixar para uma próxima oportunidade, mas hoje eu gostaria de compartilhar com você quais são as 7 Principais Metas que as pessoas em geral têm. Observando essas 7 categorias, vai ficar mais fácil para você responder à pergunta do início: “O que você mais quer na sua vida neste momento?”. Desta forma, você poderá descobrir qual é o seu “ponto de alavanca”, aquela coisa que, se você conseguir mudar, vai gerar um efeito cascata positivo em todas as áreas da sua vida.

Os 7 maiores objetivos das pessoas

1) Sucesso Profissional/Financeiro

Quero crescer profissionalmente, me desenvolver, ganhar mais dinheiro fazendo aquilo que eu amo e acordando motivado para trabalhar todos os dias.

2) Qualidade de Vida/Tempo Livre

Quero ter mais qualidade de vida, mais tempo livre para ficar com a família, curtir a vida, viajar, me divertir e fazer as coisas que eu gosto.

3) Organização/Produtividade

Quero organizar minha vida, ser mais disciplinado, aumentar a minha produtividade, eliminar distrações e focar naquilo que realmente importa.

4) Saúde/Estilo de Vida Saudável:

Quero entrar em forma, me alimentar melhor, praticar esportes e exercícios físicos para ter mais saúde, disposição e vitalidade.

5) Bem-Estar/Equilíbrio Emocional

Quero me sentir mais feliz com a minha vida e comigo mesmo, estar em um estado mental mais positivo no dia a dia, saber lidar melhor com os desafios da vida.

6) Vida Amorosa/Relacionamentos

Quero encontrar o verdadeiro amor (ou iniciar um novo ciclo de crescimento para o meu relacionamento atual), ter uma vida a dois feliz ao lado de quem eu amo.

7) Espiritualidade/Contribuição

Quero encontrar um propósito mais profundo para minha vida e o meu trabalho, contribuir com quem precisa, ter mais espiritualidade e paz de espírito.

Agora que você viu essa lista… se você pudesse escolher só UMA dessas coisas para alcançar agora, qual seria? Ficou mais fácil enxergar a sua prioridade neste momento após ter visto todas as categorias? Pois essa clareza é fundamental, mas ela é apenas o primeiro passo.

Uma vez que ela tenha sido identificada, entra a segunda parte: Como você pretende chegar lá? E aqui vem uma coisa interessante… os passos para chegar lá são sempre os mesmos, não importa aquilo que você esteja buscando. Tem sempre 3 passos que você deve seguir se quiser chegar lá.

Se você quiser conhecer quais são esses 3 passos, é só você clicar no link abaixo que eu vou explicar para você:

Clique AQUI para conhecer os 3 Passos

 

Muitas vezes, o caminho para o sucesso fica mais claro quando paramos para nos perguntar o que NÃO devemos fazer se quisermos chegar lá.

Em vez de tentar descobrir o que você precisa fazer para crescer, pense quais atitudes e comportamentos você deve parar de ter para conseguir evoluir.

Para ajudar você nesta missão, eu preparei uma lista com 6 “pecados” que você não pode cometer se quiser prosperar na carreira.

 

Os 6 pecados que você não pode cometer se quiser ter sucesso

 

1) Não assumir responsabilidade pelos seus resultados

Enquanto ficar buscando desculpas pelas quais seu negócio não dá certo, você estará sempre impotente para agir. Aqueles que hoje alcançaram o sucesso também teriam uma lista grande de razões para justificar o seu fracasso. Entretanto, é a atitude que os distingue.

A partir do momento que você consegue assumir a responsabilidade plena pela situação na qual se encontra, você libera um enorme poder de realização, pois deixa de depender de fatores externos e incontroláveis e passa a depender unicamente de si mesmo.

 

2) Aplicar um esforço incansável na estratégia errada

De que adianta tentar correr cada vez mais rápido se você está na direção errada? Tem muita gente que trabalha duro, mas que acaba não chegando longe, pois só isso não é suficiente. Você tem que seguir uma estratégia que funcione! Mas como descobrir essa estratégia?

Indo atrás delas! Uma das maiores maravilhas do tempo em que vivemos é que podemos ter acesso ao conhecimento das mentes mais incríveis de nosso tempo. Não é coincidência que a média de livros lidos por ano de um CEO é muito superior àquela do cidadão comum. O que falta à maioria é o desejo e o empenho em aprender e se desenvolver.

 

3) Falta de conhecimento sobre seus pontos fortes

Peter Drucker afirmou certa vez: “O maior erro que alguém pode cometer é investir naquilo que não tem talento.”. Ele afirmava: “Ninguém alcança a excelência desenvolvendo seus pontos fracos e assim concentrando seus esforços em suas aptidões naturais.”.

Mas, para isso, você precisa saber identificar quais são seus pontos fortes! Algo que não nos é ensinado em nosso processo de formação, mas que é a única forma para alcançar a alta performance. E olhe que essa é apenas uma das camadas do Autoconhecimento…

 

4) Trabalhar sem ter metas claras definidas

Qual é a chance de você atingir um alvo que não enxerga? Ou, pior um alvo que não existe?! Ainda assim, esta é a maneira como muitas pessoas caminham: sem direção. Resolvem problemas o dia inteiro, mas não chegam a lugar algum.

Se você não sabe exatamente aonde quer chegar e em quanto tempo, fica muito difícil você ter efetividade em suas ações. Por isso, sempre tenha muito claro quais são suas principais metas a curto, médio e longo prazo.

 

5) Má gestão do tempo e baixa produtividade

No mundo dos negócios o que conta são os resultados que você produz e não a quantidade de horas que você trabalha. Tem gente que passa o dia inteiro em atividades de pouca importância na ilusão de estar “trabalhando bastante” em vez de focar naquilo que realmente importa. Lembre-se: “Movimento não é progresso.”

Isso ocorre principalmente pela falta de clareza de prioridades, de saber quais são aquelas coisas que farão você progredir de verdade em direção aos seus objetivos. Some-se a isso uma péssima gestão do tempo repleta de distrações e você tem a receita perfeita para o estresse e a estagnação.

 

6) Um conjunto de maus hábitos

Tem uma frase que eu gosto muito que diz o seguinte: “Você não determina o seu futuro, você determina seus hábitos e seus hábitos determinam o seu futuro.”. Quer mudar de verdade? Mude algo que você faz todos os dias.

Você já percebeu como os hábitos dos empresários de sucesso são drasticamente diferentes dos daqueles que fracassam? O segredo não está em você fazer algo hoje ou amanhã, mas ser capaz de criar uma rotina de alta performance e um cultivar um conjunto de bons hábitos que conduzirão você a um futuro de prosperidade.

 

Eu poderia falar de vários outros “pecados” aqui, mas a principal mensagem é: obtenha clareza de quais são seus “sabotadores”, aquelas coisas que estão impedindo o seu progresso e tome uma atitude imediatamente para eliminá-los! Seu sucesso como empresário será uma consequência natural disso.

Gostou? Então, conheça o meu Programa de Coaching Online projetado para ajudar você a perseguir com foco todos os seus objetivos pessoais e profissionais. Acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Paulo Machado trabalhou por vários anos ligado à ONU, aprendeu 5 idiomas, viajou por quase 30 países, morou no Canadá e na Itália, onde trabalhou com o grande jogador de futebol Clarence Seedorf no Milan. Hoje dedica-se à área de Desenvolvimento Pessoal ajudando pessoas e empresas a crescerem.

Quanto mais você cresce na vida, menos o seu sucesso irá depender dos seus conhecimentos técnicos e irá depender mais de habilidades como: saber se comunicar, influenciar, liderar, se relacionar com pessoas entre outras…
 
Entretanto, apesar de serem essenciais, infelizmente não aprendemos essas habilidades na escola ou na universidade. Observando essa lacuna em nosso processo de formação, um americano chamado Dale Carnegie escreveu em 1937 um livro que se tornaria um marco na história do Desenvolvimento Pessoal.
 
“Como fazer amigos e influenciar pessoas” já vendeu mais de 50 milhões de cópias e continua nas listas de best-sellers ao redor do mundo quase um século após seu lançamento.
 
O livro traz lições preciosas e eu recomendo que todos leiam, mas até lá, eu separei aqui aquelas que eu considero as 6 Principais delas para que você possa aplicar na prática e constatar por si mesmo o efeito imediato que elas vão ter no seu poder de influência sobre as pessoas ao seu redor.

 

 

1. Se você quer tirar mel não bata na colmeia

“Não critique, não condene e não reclame.” Faça disso o seu mantra e veja como a sua vida muda na hora! Desafie-se a passar uma semana sem criticar, condenar e reclamar de nada e veja como você começa a raciocionar diferente diante dos problemas que você enfrenta.

Faz parte da nossa natureza humana se ofender e rejeitar qualquer tipo de crítica recebida. Em vez de buscar ouvir e entender por que somos criticados, a nossa tendência natural é a de nos fecharmos e nos esforçarmos ainda mais para nos defender e apresentar justificativas à crítica.

Criticar não gera nenhum bem ou transformação positiva. Ao contrário, gera apenas mágoa e ressentimento. Uma relação à base de críticas não é sustentável e um exemplo claro disso é o filho adolescente que não escuta mais os pais porque a “ponte” da comunicação entre eles ruiu de tão desgastada e agora as palavras já não surtem mais qualquer efeito.

 

2. O grande segredo em lidar com as pessoas

Uma das maiores motivações dos seres humanos é o desejo de se sentir importante e reconhecido. Quer fazer alguém gostar de você, faça com que essa pessoa se sinta importante!

Ralph Waldo Emerson disse: “Toda pessoa que eu encontro é superior a mim em alguma coisa e nisso eu posso aprender com ela”.

Procure algo que você genuinamente admira ou respeita em seu interlocutor e faça com que ele se sinta valorizado por aquilo. Repare como as pessoas mais carismáticas são sempre aquelas que elevam os outros.

 

3. Aquele que conseguir fazer isso, terá o mundo aos pés

A minha sobremesa favorita é, sem dúvida, o pavê de amendoim da minha mãe. Só de pensar, já começo a salivar. Entretanto, se eu for pescar, eu não vou colocar um pedaço de torta no anzol e sim uma minhoca porque é disso que os peixes gostam.

Parece óbvio, não? Mesmo assim, é exatamente isso que fazemos em nossas interações com as pessoas. Queremos ser cativantes, mas falamos sobre o que nos interessa, aquilo que gostamos, aquilo que queremos, quem somos…

Fale sobre o outro, seus interesses, busque aprender… além disso, escute com atenção e consideração, não simplesmente espere o outro terminar para você poder falar. Faça um teste e veja você mesmo a diferença.

 

4. Faça isso e será bem recebido em qualquer lugar

A melhor forma de fazer alguém gostar de você é mostrando-se genuinamente interessado por ela. Isso vale mais do que todas as técnicas de vendas que qualquer um poderia lhe ensinar.

Fale menos e pergunte mais! As pessoas adoram quando você demonstra um interesse sincero por elas ao passo que ninguém gosta daquele que só fala de si.

Quer conquistar um empresário? Pergunte de maneira genuinamente interessada e deixe ele falar sobre a empresa dele, a história etc. eles adoram isso!

Quer conquistar alguém? Descubra rapidamente quais são os interesses dessa pessoa, encoraje-a a falar sobre ela mesma e cale-se. Pratique a escuta ativa (quando você se esforça para prestar atenção), que automaticamente você irá gerar empatia com seu interlocutor. Você irá constatar que as pessoas estão muito mais interessadas em falar sobre si mesmas do que em escutar o que você tem a dizer.

 

5. É impossível sair vencedor de uma discussão

A única forma de ganhar uma discussão é: não entrando nela. Uma vez que você começa a discutir com uma pessoa (o que é diferente de ter um diálogo construtivo) você só tem duas saídas e nenhuma delas será boa para você.

Se estiver errado, você perde a discussão e ainda corre o risco de ser humilhado. Se estiver certo, você ganha a discussão, mas sai perdendo porque irá levar o ressentimento da outra pessoa.

Quando discordar de alguém, assuma uma postura mais humilde e, em vez de dizer: “Você está errado! ”, diga algo como: “Me ajude a enxergar onde estou errado…” ou “Quero entender por que você acha isso…”. Dessa forma, você desarma a outra pessoa, mantém uma conduta nobre e ainda se resguarda no caso de realmente estar sem razão.

Dale Carnegie escreve:

“Você pode dizer a um homem que ele está errado por meio de um olhar, um gesto, uma entonação, como também por meio de palavras, mas se lhe disser que está errado, pensa que o levará a concordar com você? Nunca! Pois você deferiu um golpe direto contra a sua inteligência, contra seu julgamento, contra seu orgulho, contra seu amor-próprio. Isso fará apenas que ele queira revidar, mas nunca fará com que mude de ideia. Você não alterará sua opinião, pois lhe feriu a sensibilidade.”

Por fim, sempre que perceber que você está errado em determinada situação, admita rápida e abertamente. É incrível como isso é raro. Quantas vezes você já ouviu: “Me perdoe, admito que estava errado”? Essa atitude será muito mais admirada e respeitada do que a insistência, às vezes vergonhosa, de tentar encontrar justificativas.

 

6. O som mais bonito do mundo

Você sabe qual é o som mais bonito do mundo? Aquele que é o mais agradável aos ouvidos de qualquer pessoa? É o som do seu próprio nome! Faça a experiência. Pegue um restaurante aonde vai com frequência e comece a perguntar e chamar as pessoas pelo nome. Você vai ver o efeito que isso terá na maneira como elas irão tratá-lo. Chamando pelo nome você demonstra consideração pela pessoa.

Comece a prestar atenção nisso, coloque esse hábito em prática por onde passar e perceba como uma atitude tão simples e sutil pode ter um efeito tão grande.

[rev_slider alias=”blog”][/rev_slider]

Hoje o texto é especial para você que já conhece meu Programa Online de Desenvolvimento Pessoal, mas que, por alguma razão, acabou não se inscrevendo nele ainda…

(Se você ainda não conhece o Programa, clique neste link ANTES de continuar lendo: www.verdadeirosucesso.com)

A partir de agora, eu vou presumir que você já conhece o Programa, ok?

Meu objetivo neste texto especial é bem claro: ajudar você a vencer a procrastinação e a NÃO cometer um grande erro que a maioria das pessoas comete na hora que tem a oportunidade de iniciar uma transformação positiva em sua vida que é “deixar para começar amanhã”…

Por isso, eu preparei aqui 3 MOTIVOS por que você deveria aproveitar essa oportunidade e começar HOJE mesmo um novo Ciclo de Crescimento Pessoal e Profissional para a sua vida.

Pare um instante e preste bastante atenção, pois a decisão que você tomar ao final deste e-mail pode ser o início de um futuro totalmente diferente para sua vida a partir de agora… como foi para diversas pessoas que fizeram o Programa e tiveram suas vidas verdadeiramente transformadas. Aliás, essa semana, depois da Live que eu fiz no Sebrae, o Programa bateu a marca de mais de 500 pessoas já inscritas!

 

 

1º Motivo: Você ganha 3 Bônus muito Especiais

Normalmente quando a gente vê a palavra “Bônus”, a gente pensa em uma espécie de “brinde”, um mimo extra, né? Aqui vai ser diferente… você vai ver abaixo que se tratam de 3 BÔNUS realmente especiais. Se você adquirir o Programa hoje, você vai ganhar GRATUITAMENTE:

a) Uma Sessão de COACHING ao Vivo 1 a 1 comigo via Skype ao final do Programa. Esta é a chance para que você possa estar frente a frente comigo para aprender como aplicar os princípios que aprendeu no seu contexto de vida pessoal. (Apenas para que você possa compreender o valor disso, um processo de Coaching comigo de 10 Sessões custa R$ 4.990,00.)

b) Uma cópia EXCLUSIVA impressa, autografada e com dedicatória personalizada do meu livro “O Verdadeiro Sucesso” que é o resumo de todo o Programa para que você tenha ele para o resto da sua vida como um Manual de Coaching e Desenvolvimento Pessoal. Este livro é realmente exclusivo porque não está à venda nas livrarias. A ÚNICA forma de conseguir ele é concluindo o Programa ou ganhando de presente direto das minhas mãos.

c) Esse aqui eu considero realmente especial… Se você se inscrever hoje, vai ganhar uma CÓPIA EXTRA do Programa totalmente gratuita para que você possa PRESENTEAR alguém especial que você quer que também tenha uma transformação positiva em sua vida. Pode ser seu cônjuge, seu chefe, seu sócio, seu irmão, seu subordinado… Talvez esse possa vir a ser o melhor presente que você já deu a essa pessoa…

Além desses 3 Bônus, tenho uma grande NOVIDADE que vai facilitar ainda mais para você que quer buscar o seu desenvolvimento e melhorar sua vida…

2º Motivo: Novo Parcelamento agora em 12x

Esta é uma coisa que muitos estavam me pedindo… E aqui aproveite para te convidar a fazer uma pequena reflexão… Quanto você gasta com “coisas” todos os meses que não mudam em absolutamente nada a sua vida? E se você separasse um pouco disso para investir em si mesmo e melhorar a sua vida? Afinal, se você não está preparado para investir o equivalente a um CAFEZINHO por dia em si mesmo, como pode esperar crescer na vida e na carreira? Se for assim, pode continuar sonhando… pois saiba que, não importa qual seja a mudança que mais deseje na vida, você vai ter que estar preparado para INVESTIR em si mesmo se quiser chegar lá.

3º Motivo: Cupom com 10% de Desconto

Quem me acompanha sabe que é raríssimo eu fazer qualquer promoção ou dar qualquer desconto para o Programa. Mas, especificamente hoje, eu estou oferecendo um CUPOM de 10% de Desconto na hora da compra. O Cupom é automatizado e vai valer somente até esta SEXTA-FEIRA (08/06/18) às 23:59 ou para os 50 primeiros que se inscreverem. Então, aproveite… É só inserir na hora da compra o Cupom: OVS10

Por fim… Como se tudo isso não fosse o bastante… eu preparei mais uma coisa especial para que você tenha a CERTEZA de estar fazendo a escolha certa.

 

Se você adquirir hoje o Programa e chegar à conclusão de que não valeu a pena o investimento, você ainda tem 12 dias para solicitar um reembolso TOTAL. Basta mandar um e-mail para: contato@paulomachado.com e você terá todo seu dinheiro de volta, 100% do valor, sem perguntas! Não vou tentar te persuadir ou insistir para você ficar. E mais: Você ainda fica com o Programa! Isso mesmo… se não estiver satisfeito, você recebe seu dinheiro de volta e ainda fica com o Programa! Tudo isso é para que você saiba que seu risco aqui é ZERO. Você não tem absolutamente NADA a perder, em compensação, tem MUITO a ganhar…

Concluindo…

Sinceramente, eu acho que este é o máximo que eu posso fazer para ajudar você a não cair na armadilha de continuar vivendo a sua vida no MODO AUTOMÁTICO e perceber só lá na frente que o tempo passou e você acabou tendo uma vida muito aquém do que realmente era capaz.

Mas eu acredito que, se você chegou até aqui, isso mostra que você é o tipo de pessoa que realmente está buscando seu desenvolvimento, que realmente quer melhorar sua vida. Então, aproveite essa oportunidade e aja AGORA, pois, se deixar para amanhã, você não vai começar NUNCA… Infelizmente acabo vendo bastante isso no meu trabalho, mas não quer que seja você também a cair nesta armadilha. Lembre-se: O custo de não agir agora poderá ser muito caro lá na frente…
Aqui está a chance de começar agora um novo futuro para sua vida:

> CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER AGORA

 

Acho que a maneira mais simples e direta de responder a esta pergunta seria esta: “Porque não se desenvolvem e, por isso, acabam vivendo muito aquém do que realmente são capazes”.

Pare e pense por um instante…

Todas as pessoas bem-sucedidas – e eu digo todas mesmo – buscaram, de alguma forma, o seu autodesenvolvimento. Elas tiveram a iniciativa de, em algum momento, começar um jornada consciente rumo ao seu próprio desenvolvimento, adquirindo novas habilidades para se tornar pessoas melhores. Afinal, como alguém pode almejar grandes realizações sendo uma versão mediana de si mesmo, não é?

O grande problema é que muitos nunca iniciam esse processo, ficam esperando que algo “aconteça”, não tomam a iniciativa, não dão o primeiro passo e aí, infelizmente, quando abrem os olhos lá na frente, se dão conta de que o tempo passou e muitas oportunidades ficaram para trás.

E se você quer saber se você corre o risco de ser uma dessas pessoas, é só você se perguntar:

“O quanto você está disposto a investir para se tornar uma pessoa melhor?”.

Querer melhorar, quase todos querem. O que faz a diferença é o quanto cada um está disposto a se comprometer para conseguir isso. E aqui eu não estou falando só de dinheiro, mas de tempo, energia mental, dedicação… e tampouco estou falando apenas do seu desenvolvimento profissional, mas de aumentar o seu valor e se transformar em uma pessoa melhor em todos os sentidos.

Se tem uma lição que eu aprendi em mais de 10.000 horas mergulhado no universo do Desenvolvimento Pessoal, Coaching, PNL… é que tudo na sua vida parte do seu nível de desenvolvimento, do quanto você se esforça para encontrar a melhor versão de si mesmo. Quer mudar de verdade a sua vida a partir de agora? Coloque o seu próprio desenvolvimento como prioridade absoluta em sua vida, pois é a partir disso que todo o resto irá se construir.

Este é o único caminho… Somente conseguindo extrair o seu verdadeiro potencial, você vai ser capaz de construir uma vida de sucesso.

 

Mas como eu posso me desenvolver?

Eis uma ótima questão! Você pode falar: “Tá, eu entendi que se eu não me desenvolver, os próximos 5 anos irão passar e eu vou continuar aqui, ganhando a mesma coisa, tendo o mesmo tipo de vida que eu tenho hoje… e eu não quero que isso aconteça! Como eu faço, então, para começar a me desenvolver?!”

Bom… primeiro você tem que entender o que é se desenvolver. Isso envolve adquirir uma série de habilidades como saber planejar estrategicamente sua vida, definir exatamente aonde quer chegar, aumentar seu nível de autoconhecimento, transformar seus hábitos, gerenciar seu tempo, se relacionar melhor com as pessoas… coisas que são essenciais para se construir uma vida de sucesso, mas que nunca nos foram ensinadas em todo o nosso processo de formação educacional.

Observando essa lacuna que infelizmente acaba limitando a vida e a carreira de tantas pessoas (tecnicamente muito bem preparadas inclusive), eu resolvi criar um Programa Online de Desenvolvimento Pessoal chamado “O Verdadeiro Sucesso”, baseado em um livro que escrevi em 2016, publicado na Amazon.

Então, se você está buscando se desenvolver, mas não saber ao certo por onde começar, eu te convido a conhecer mais sobre esse Programa, saber como ele funciona… É só você acessar: www.verdadeirosucesso.com

Lá inclusive você pode até se inscrever gratuitamente para conhecer ele na prática.

Fica a dica, então, se você realmente quer iniciar um processo consciente para se desenvolver e construir uma vida melhor, aqui está uma das formas para você dar o primeiro passo:

www.verdadeirosucesso.com

Um abraço,

Paulo

 

Você sabe quem é Ray Dalio? Trata-se de um do investidores mais bem sucedidos de todos os tempos. Para você ter uma ideia, em 1975, quando fundou a Bridgewater Associates, Ray Dalio morava e trabalhava num apartamento de dois quartos em Nova York.

Hoje, a Bridgewater é o maior hedge fund do mundo, administrando US$ 160 bilhões de dólares. Sua fortuna pessoal é estimada em 17.4 Bilhões de Dólares (R$ 63 Bilhões de Reais).

Agora, antes de continuar, pare e pense comigo… alguém que teve uma origem humilde e se tornou uma das pessoas mais ricas e influentes de nosso tempo, com certeza, deve ter algo de valioso para nos ensinar, certo? Pois bem…

 

Qual ele considera ser a sua maior lição?

Como ele mesmo afirma, a essa altura da vida, ele está muito mais preocupado em passar adiante o que aprendeu do que em amealhar e acumular mais sucesso financeiro.

Ela conta que, de tudo que aprendeu, a sua maior lição foi conseguir compreender que existem certos “Princípios” que regem tanto a nossa vida como o próprio universo como um todo!

Pegue os ciclos, por exemplo, e observe como eles estão em toda parte. Desde os ciclos mais profundos do cosmos, que vão além da nossa compreensão, como a morte e o surgimento das estrelas, como aqueles outros que estão ao nosso redor, diante de nossos olhos: o ciclo das estações, o ciclo dia e noite, o ciclo da cadeia alimentar, o ciclo da água etc.

E sabe o que é mais interessante? Ele começou observar que esses ciclos não estavam apenas na natureza e na biologia, mas também na história, na ciência e, é claro, na economia. Não é à toa que ele é considerado um dos maiores investidores de todos os tempos. Ele afirma que entendeu como funcionam os ciclos econômicos e utilizou isso em seu favor. Inclusive aqui está um vídeo seu de 30 minutos onde ele fala só sobre Ciclos Econômicos: “How the Economic Machine Works”.

Além dos ciclos, ao longo de sua trajetória rumo ao sucesso financeiro, ele também pôde identificar que existem certos princípios que conduzem uma pessoa (ou uma empresa) ao sucesso, algo como Napoleon Hill no século passado.

Após muitas décadas de análise e observação (veja que não estamos falando de algo raso), ele compilou quais eram, segundo ele, esses princípios tanto na vida quanto no trabalho e lançou o único livro que escreveu em toda a sua vida: “Principles”, ainda sem tradução no Brasil. São 529 páginas e custa R$ 86,83 na Amazon.

Você pode saber mais sobre ele aqui: www.principles.com

 

Nova série baseada no livro

Entretanto, hoje, eu não quero chamar a atenção para o livro em si, mas para uma série que lançou ontem mesmo (08/05/2018) no YouTube chamada: “Principles for Success” – An Ultra Mini-Series Adventure in 30 minutes and in 8 episodes.

Como o próprio nome já diz, é uma “ultra mini-série” com 30 minutos no total dividos em mini-episódios de mais ou menos 4 minutos cada um. Nessa série de animações, ele usa a metáfora de um aventureiro que está na selva em busca do seu maior sonho no topo de uma montanha. Ao longo dessa aventura, ele vai abordando o conteúdo do livro e revelvando quais são seus “Princípios para o Sucesso”. Além do conteúdo ser riquíssimo, a produção é genial e te prende do início ao fim. Eu assisti aos 8 episódios um atrás do outro sem desgrudar o olho da tela!

Ainda não tem legendas em Português, mas se você conseguir entender em inglês, recomendo fortemente que assista agora mesmo!

Com você, aqui estão os 8 Episódios na íntegra de “Principles for Success”, de Ray Dalio.

 

Gostou? Então, acesse: www.paulomachado.com para saber como você pode se desenvolver e aplicar esses princípios na prática para gerar uma transformação rápida em sua vida começando agora mesmo!

Segunda-feira de manhã é sempre um bom momento para refletir diante da semana que te espera… E hoje, o que eu vou te dizer pode parecer um pouco duro, mas a verdade é que:

Você é o ÚNICO responsável pelo seu destino.

Difícil aceitar, não é? Afinal de contas, existem muitos fatores sobre os quais você não tem nenhum controle e que impactam diretamente a sua vida, certo?

Entretanto, se refletir com mais profundidade, irá perceber que o que realmente faz a diferença para o nosso sucesso é a atitude interior de cada um, a maneira como escolhemos lidar com o que nos ocorre.

Por mais que coisas ruins possam nos acontecer sem que tenhamos qualquer culpa ou controle, ainda assim sempre seremos o único responsável por decidir como lidar com as adversidades.

Enquanto buscar desculpas e razões pelas quais as coisas não dão certo em sua vida, você sempre será prisioneiro de uma vida de frustrações. E pior, estará sempre impotente para agir, pois ainda não conseguiu assumir a responsabilidade pelos resultados que obtém.

Então, se as coisas vão bem para você, parabéns! É seu mérito. Se vão mal, saiba que o único responsável (e capaz de mudar a situação) é você. Enquanto não conseguir assumir essa responsabilidade, estará sempre impotente para agir, como um prisioneiro da sorte, um refém do acaso.

Por outro lado, a partir do momento que “virar essa chave”, as coisas mudam na hora. Você para de depender dos outros (ou de qualquer fator externo) e passa a depender exclusivamente de si, tornando-se o arquiteto do seu futuro, o senhor do seu destino.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Hoje eu quero dar um presente muito especial a você, algo diferente de tudo que já ofereci antes. Então, preste bem atenção no texto que vai ler porque não sei quando vou oferecer algo assim de novo… Pronto? Então, vamos lá!

Pare um instante e responda: “Qual é a principal coisa que você quer transformar em sua vida neste momento?”

Talvez você queira buscar mais qualidade de vida, dar seu próximo salto na vida profissional, aumentar sua produtividade, perseguir um sonho antigo, construir um estilo de vida mais saudável, acelerar seu desenvolvimento, adquirir novas habilidades, cultivar melhores relacionamentos… ou, de repente, você simplesmente não sabe o que quer e gostaria de ajuda para definir um rumo para sua vida… Não importa qual seja o seu caso, existem sempre 3 passos para chegar lá:

1) Obtenha clareza do que você quer exatamente

Parece óbvio, mas é incrível como quase ninguém faz isso… O segredo está em ser específico, ter clareza dos detalhes. Não adianta ser vago: “Quero mais dinheiro”. Quanto dinheiro você quer? Quanto mais clara for a sua visão, maiores serão suas chances de conquistá-la.

2) Identifique o que está impedindo você de conquistar isso

Se esta mudança é tão importante para sua vida, por que você ainda não chegou lá? Quais são as coisas ou, como eu gosto de chamar, “sabotadores” que estão impedindo que você conquiste aquilo que você quer alcançar? Identificar claramente quais são esses obstáculos é o primeiro passo para conseguir superá-los. Afinal… como você pode combater um inimigo que não está enxergando?

3) Tenha um plano para chegar lá

Construa uma estratégia inteligente e tenha consistência em suas ações! Elimine distrações, foque naquilo que realmente interessa e canalize o seus esforços em direção daquilo que quer conquistar. Falando assim parece até fácil né? Mas na prática é muito mais difícil do que parece, por isso existe o Coaching…

Mas, afinal, o que é Coaching?

Um processo de realização de metas que visa acelerar o seu crescimento. Imagine que existe um ponto A (sua vida atualmente) e um ponto B (a vida que você sonha ter). O Coaching é a ligação entre esses dois pontos de maneira estratégica e com foco em resultados mensuráveis.

Como funciona na prática?

São realizadas sessões com uma metodologia específica (de eficácia testada e comprovada) que têm como objetivo de ajudar você a avançar com foco, estratégia e consistência rumo as suas metas.

Por que funciona tão bem?

Porque é baseado em estratégias que realmente dão certo. O índice de sucesso é altíssimo, basta observar como o Coaching é popular entre pessoas de sucesso. Você só precisa estar comprometido e disposto a investir no seu próprio desenvolvimento.

Mas, quanto custa um processo de Coaching?

Um processo de Coaching comigo custa R$ 4.900,00 e dura 3 meses e eu sempre falo, se puder invista porque o retorno potencial que você pode obter para sua vida é muito maior do que este dinheiro se colocado em perspectiva. Afinal, estamos falando da construção de um novo futuro para sua vida (pessoal ou profissional).

Eu gostaria de fazer, mas não estou preparado para esse investimento…

Eu entendo que não são todos que podem ou estão preparados para investir este valor… Por isso, eu criei um Programa Online de Coaching e Desenvolvimento Pessoal chamado “O Verdadeiro Sucesso” baseado em um livro que escrevi onde você vai realizar 10 Sessões Interativas que podem ser feitas da onde estiver através do seu computador, tablet ou telefone…

Atualmente, o Programa já possui 367 pessoas inscritas e os resultados têm sido bem positivos. Recebo muitos depoimentos de pessoas que conseguiram iniciar uma grande transformação em suas vidas, como é o caso do Gabriel que conseguiu uma vaga de Trainee na Volvo, do Thiago que triplicou suas vendas, da Cynthia que iniciou um novo negócio…

Ou seja, através deste Programa você vai ter a oportunidade de também passar por uma experiência transformadora como no Coaching, porém com um valor muito mais acessível… São só 3 x de R$ 289,00, desta forma isso se torna mais acessível àqueles que realmente querem crescer, buscar o próprio desenvolvimento e melhorar de vida.

E qual é o Presente que você mencionou no início?

Quem comprar HOJE o Programa, vai ganhar 3 SESSÕES DE COACHING ao Vivo Comigo (via Skype ou Telefone) onde nós vamos trabalhar juntos para que você consiga:

a) Criar uma visão clara daquilo que está buscando exatamente em sua vida neste momento

b) Identificar (e superar) quais são os obstáculos que estão impedindo você de chegar lá

c) Gerar mudança verdadeira e permanente em sua vida começando agora mesmo

O Programa Online dura 10 Semanas… Então, você vai ter uma Sessão ao vivo comigo logo no início, uma na quinta semana e uma no final para se assegurar que os resultados obtidos neste processo sejam duradouros.

Resumindo… pelo valor de 3x de R$ 289,00, você vai ter, além do Programa Online de 10 semanas, mais 3 Sessões de Coaching comigo (só as sessões de Coaching já teriam um valor maior). Mas estou fazendo isso porque quero acompanhar de perto 10 pessoas e as suas experiências de transformação através do Programa.

Mas, atenção, esta oferta vale SOMENTE PARA OS 10 PRIMEIROS QUE SE INSCREVEREM.

Então, se você estava esperando algo acontecer para começar uma transformação em sua vida, agora é a sua chance! Amanhã a oportunidade já terá passado…

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

1) Afinal, o que é Coaching?!

A resposta mais clara e objetiva que eu conheço é:

Um processo de realização de metas que visa acelerar o seu crescimento.

Imagine que existe um ponto A (sua vida atualmente) e um ponto B (a vida que você sonha ter). O Coaching é a ligação entre esses dois pontos de maneira estratégica e com foco em resultados mensuráveis.

2) Como funciona na Prática?

Pode variar, mas, no meu caso, por exemplo, é um Programa de 10 Sessões, uma a cada 10 dias com 50 minutos cada.

O objetivo é basicamente concentrar seus esforços em torno de uma meta clara que você queira alcançar. Há os casos também que a pessoa não sabe o que quer e é justamente isso que está buscando: foco e direcionamento para sua vida (pessoal ou profissional).

Normalmente é feito pessoalmente, mas, o Skype está sendo cada vez mais utilizado. Eu, por exemplo, optei por me especializar desde o início atendendo exclusivamente via Skype. Para mim, sempre foi interessante porque otimiza tanto o meu quando o tempo do meu cliente e depois porque a pessoa pode fazer da onde estiver (e isso não limita meu mercado geograficamente).

3) Qual é o objetivo de cada Sessão?

De uma maneira bem prática, é gerar ações claras, efetivas, que aproximem você cada vez mais da sua meta. Isso é feito através de uma metodologia específica com ferramentas, exercícios, perguntas etc. especiais que vão ajudar você a obter clareza do que está buscando e o que precisa fazer para chegar lá.

4) Por que (quando bem feito) funciona tão bem?

Porque é baseado em estratégias que realmente dão certo. O índice de sucesso é altíssimo, basta observar como o Coaching é popular entre pessoas de sucesso. Além disso, ter um acompanhamento profissional, dentro de uma metodologia testada, assegurando que você tenha um progresso constante aumenta enormemente a sua chance de sucesso em qualquer coisa que você queira transformar na sua vida.

5) O que NÃO é Coaching?

Coaching não é terapia, mentoria, orientação profissional… a função do Coach não é dar respostas, soluções e muito menos dizer o que você deve ou não deve fazer com a sua vida, essa é uma responsabilidade da qual você nunca poderá fugir.

A função do Coach é ajudar você a obter clareza da onde quer chegar, trabalhar ao seu lado para criar uma estratégia para transformar esta visão em realidade, trazer você de volta para o foco, assegurar um progresso constante etc.

6) Qual é a formação necessária para ser Coach?

De maneira honesta: nenhuma. E mesmo que você faça a caríssima formação (que muitas vezes pode durar só um ou dois finais de semana), dificilmente estará apto a ser um bom Coach. Por isso, inclusive, até toda esta “banalização” do Coaching. Parece que de repente todo mundo virou Coach, não é?

É uma pena que tenha se criado essa ideia mais pejorativa porque o Coaching, quando bem feito, tem um poder enorme de transformar a vida das pessoas para melhor.

O Coaching, quando bem feito, tem um poder enorme de transformar a vida das pessoas para melhor.

7) O que faz de alguém, então, um BOM Coach?

Na minha opinião, duas coisas. Primeiro, a sua capacidade de produzir resultados concretos na vida dos seus clientes. Em segundo, a sua “bagagem”. Qual é o seu conhecimento, a sua história de vida, a sua experiência, como é a sua vida etc. Eu penso que a pessoa tem a “responsabilidade” de ser um exemplo vivo de tudo aquilo que prega.

Afinal, você não aceitaria conselhos matrimoniais de alguém que está no 8º casamento, orientação financeira de alguém que nunca conquistou riqueza na vida, personal training de alguém que está totalmente fora do peso etc. Aqui o princípio é o mesmo… observe mais atentamente a vida desta pessoa.

8) Quanto custa?

Assim como em uma consultoria o valor pode variar bastante. Mas, normalmente, o valor é alto. Dificilmente você vai encontrar um bom Coach por muito menos de R$ 5.000,00 pelas 10 Sessões. E esse valor pode ser MUITO maior do que isso (10, 50, 100 mil). Mesmo assim as pessoas pagam! E por uma razão muito simples, o retorno obtido é muito maior em proporção ao investimento. Um processo de Coaching bem feito pode ser o início de um futuro completamente diferente para a vida (ou o negócio) dessa pessoa.

Além disso, o valor tem a ver também com o comprometimento do cliente. Quanto mais ele investe, mais ele espera obter de retorno, mais ele leva sério, mais resultado obtém, mais reforça sua crença que funciona, mais ele investe… percebe que existe todo um ciclo envolvido?

E, mesmo que você recebesse de graça, dificilmente iria funcionar. Fazer por fazer ou porque alguém disse que você tinha que fazer não resolve. Você tem que estar querendo crescer, se desenvolver… isso porque a ÚNICA forma do Coach produzir resultados na sua vida é através da SUA ação.

9) Todos deveriam fazer Coaching?

Sim e não. Sim porque acho que todos deveriam parar um instante, refletir com mais profundidade sobre a sua vida, planejar o futuro que querem construir, caminhar com foco rumo aquilo que elas realmente querem alcançar. Imagina se nós tivéssemos tido em nossa formação, uma ajuda profissional lá atrás para planejar nossa vida, definir metas etc. O quão mais longe estaríamos hoje? Mas isso não importa, porque o Coaching vale para qualquer idade porque o único momento que você tem é o presente…

Por outro lado, o Coaching não é para todos porque você deve estar preparado para embarcar em uma jornada de Desenvolvimento Pessoal, buscar se tornar uma pessoa melhor em todos os sentidos – e não são todos que estão.

Coaching não é fórmula mágica, sucesso instantâneo ou sem esforço… Mas o Coaching pode sim gerar uma mudança rápida em sua vida e, mais importante, alicerçar a base para um processo de crescimento permanente que irá conduzir você para um futuro completamente diferente, com mais realização e prosperidade.

Para saber mais:

Se quiser conhecer mais a fundo como funciona na prática, eu vou colocar abaixo o link para um Manual do Programa de Coaching que envio a todos os meus Coachees e fala mais detalhes sobre a dinâmica da Sessão na prática. Atualmente estou limitando bastante o atendimento, porque estou focado em um novo Programa Online, mas se você quiser conhecer, vale a pena dar uma olhada.

Link:

http://paulomachado.com/wp-content/uploads/2017/09/Manual-do-Programa-de-Coaching.pdf 

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Podemos dizer que há dois tipos distintos de habilidades. Primeiro, há as habilidades técnicas (aquelas que você aprende na faculdade). Essas habilidades são importantes, mas estão longe de serem suficientes para alcançar o sucesso.

Se assim fosse, todos aqueles que tirassem notas altas teriam a garantia de se tornarem profissionais bem sucedidos, mas nós sabemos que a realidade não é bem assim… Por que?

Porque existe um outro tipo de habilidade (muito mais importante para o sucesso do que o conhecimento técnico) que são as habilidades comportamentais.

Quais são essas habilidades?

Não existe uma lista definitiva de quais são todas elas, mas algumas que formam um padrão evidente entre as pessoas de sucesso são: Autodesenvolvimento, Motivação, Foco, Meta, Hábitos, Relacionamentos, Autoconhecimento, Produtividade, entre outras…

Quer ver um exemplo para ficar mais claro?

De que adianta você ser um excelente engenheiro, médico ou advogado se você:

  • Estagnou no tempo e deixou de se desenvolver
  • Está sempre desmotivado e sem energia
  • É completamente desfocado na sua vida
  • Não faz ideia da onde quer chegar com a sua vida
  • Possui um conjunto de péssimos hábitos
  • Não sabe se relacionar com as pessoas
  • Não conhece seus talentos naturais
  • Tem um baixo nível de produtividade
  • Etc.

Eu poderia estender bem mais esta lista, mas o objetivo aqui não é aprofundar em cada uma dessas habilidades, mas conscientizar você de que elas existem e, principalmente, que você deve começar a desenvolvê-las se quiser ter uma vida de sucesso.

A não ser que você faça parte de uma pequena exceção que se desenvolve através do aprofundamento de uma habilidade técnica específica, saiba que:

“Quanto mais você sobe na escada da sua vida profissional, menos o seu sucesso depende do seu conhecimento técnico e mais ele depende das suas habilidades comportamentais.”

Mas aí a gente se depara com um grande dilema…

Enquanto as habilidades técnicas são ensinadas, as habilidades comportamentais não!

Ou alguém já ensinou a você a:

  • encontrar a fonte da sua motivação e o seu verdadeiro propósito para viver
  • definir exatamente aonde quer chegar com a sua vida
  • traçar metas claras da maneira certa
  • transformar seus hábitos de uma maneira eficaz
  • identificar claramente quais são seus pontos fortes
  • ser produtivo e manter o foco naquilo que realmente importa
  • etc.

Ou seja, existe um conjunto de habilidades que são mais importantes que o conhecimento técnico e mais determinantes para o nosso sucesso, mas que nós passamos anos e anos em nosso processo de formação sem jamais aprender.

A grande questão que surge, então, é…

Como eu faço para adquirir essas habilidades?!

Na minha visão, só existe um caminho: Desenvolvimento Pessoal. Você iniciar uma jornada em busca da melhor versão de si mesmo. Começar um processo consciente para se tornar a melhor pessoa que você é capaz em todos os sentidos.

Somente a sua versão desenvolvida é capaz de grandes realizações. A sua versão sem o Desenvolvimento Pessoal está condenada a uma vida de dificuldades, frustrações, carências…

O grande problema é que a maioria nunca inicia esse processo de desenvolvimento, fica esperando que “algo aconteça” e, quando percebe, lá se foram os anos…

Por isso, hoje o meu trabalho gira todo em torno deste “despertar” nas pessoas, para que iniciem esse processo em busca do próprio desenvolvimento para assim serem capazes de construir uma vida de mais plenitude e realização.

Isso é tão importante para mim que deixei uma carreira em ascensão na área de marketing para me dedicar exclusivamente ao Desenvolvimento Pessoal para inspirar milhares (e por que não milhões) de pessoas a buscarem a excelência de si mesmo.

“Tá, eu quero iniciar esse processo, então qual é o primeiro passo?”

Pensando justamente em você que tem este desejo, mas não sabe direito por onde começar, eu criei um método diferente de tudo que eu já vi antes, um guia prático e objetivo, passo a passo, para você iniciar esta jornada.

Mas, confesso, sinceramente, que tenho receio de falar sobre ele porque vai parecer que eu escrevi todo esse texto para no final “vender” algo a você. E, daí, tudo o que eu falei vai por água abaixo, pois automaticamente você vai ter a sensação “ele só queria me vender algo” e tudo o que escrevi perde o sentido…

A lógica não é: “Meu objetivo principal é vender um Programa Online, por isso preciso gerar um despertar em você.” Ao invés disso, ela é mais parecida com isso: “Meu objetivo principal é despertar em você o desejo de iniciar um processo de desenvolvimento e construir um novo futuro a partir de agora e UMA das formas que você pode fazer isso é através do Programa que eu criei.”

O Programa não é perfeito, longe disso, é algo que eu pretendo aperfeiçoar cada vez mais com o passar do tempo, mas é o veículo que eu encontrei para ajudar pessoas a transformarem suas vidas e escreverem a partir de agora uma nova história com mais prosperidade e realização para o seu futuro.

Não é para todo mundo…

Para concluir, quero dizer que este Programa não é para todos, mas para aqueles verdadeiramente comprometidos a investirem em si mesmos e começarem um novo ciclo de crescimento em suas vidas.

Se você é uma dessas pessoas, então, eu gostaria de te oferecer um presente…

Estou falando do 1º Capítulo Grátis do Programa para você conhecer na prática essa experiência sem nenhum compromisso.

Se você realmente quer gerar uma transformação a partir de agora, é só clicar no botão abaixo:

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Existem muitas maneiras de utilizar sua manhã de maneira eficiente, mas algumas das melhores ideias partem de pessoas extremamente bem-sucedidas como Howard Schultz, CEO da Starbucks.

Veja 8 coisas que pessoas bem-sucedidas fazem pela manhã:

1. Bebem limonada

Beber limonada assim que você acorda aumenta seus níveis de energia física e mental. Ao melhorar a absorção de nutrientes em seu estômago, ela proporciona um impulso de energia natural e estável que será mantido por todo o dia. Precisa ser a primeira coisa a ser ingerida de manhã (de estômago vazio) para garantir a absorção completa. Você também deve esperar de 15 a 30 minutos depois de bebê-la antes de comer (o horário perfeito para encaixar um exercício). Limões são alimentos repletos de nutrientes, como potássio, vitamina C e antioxidantes. Se você pesa menos de 68 kg, aproximadamente, faça a bebida com metade de um limão (e um inteiro se você pesa acima desse valor). Não beba a limonada sem água, pois pode prejudicar os dentes.

2. Fazem exercícios

Não é apenas Schultz que se exercita pela manhã. Richard Branson, Tim Cook e Bob Iger, presidente e CEO da Disney, acordam antes das 6 horas da manhã para movimentar seus corpos. Embora seus horários de despertar seja adiantado e a rotina de exercícios seja maluca, pesquisas apoiam esses esforços. Um estudo conduzido pelo Instituto de Pesquisa Eastern Ontario descobriu que as pessoas que se exercitam duas vezes por semana por 10 semanas consecutivas se sentiram mais competentes social, acadêmica e fisicamente. Um segundo estudo feito pelos pesquisadores da Universidade de Bristol revelou que pessoas que fazem exercícios diariamente têm mais energia e uma perspectiva mais positiva – duas atitudes essenciais para conseguir colocar qualquer coisa em prática. Fazer seu corpo se mexer por, pelo menos, 10 minutos libera GABA, um neurotransmissor que faz seu cérebro se sentir aliviado e com controle de seus impulsos. Se exercitar pela manhã garante que você terá tempo para isso e melhora seu auto-controle e níveis de energia pelo curso de todo o dia.

3. Se desconectam

Schultz começa seu dia com um email motivacional para seus funcionários. Depois se desconecta e dedica um tempo para os exercícios e para a família. Quando você acorda e mergulha diretamente nos seus emails, mensagens e no Facebook, fica mais propenso a perder o foco e suas manhãs são absorvidas pelo que as outras pessoas querem e precisam. É muito mais saudável reservar esses preciosos primeiros momentos da sua manhã para fazer algo relaxante, que transmita calma e um toque positivo no seu dia.

4. Tomam um café da manhã saudável

Pessoas que fazem essa refeição são menos propensas à obesidade, têm níveis de açúcar no sangue mais estáveis e tendem a sentir menos fome ao longo do dia. E essas são as estatísticas apenas para aquelas que comem qualquer coisa nessa fase do dia. Quando você tem um café da manhã saudável, as portas para um dia produtivo se abrem. Isso te proporciona mais energia, melhora sua memória no curto prazo e te ajuda a se concentrar mais intensamente e por períodos mais longos.

5. Praticam mindfulness

A meditação mindfulness tem se tornado cada vez mais popular entre os CEOs bem-sucedidos. Seu crescimento no mundo dos negócios é, em grande parte, devido aos enormes benefícios em relação à produtividade e ao bem-estar de maneira geral. Pesquisas mostram que o mindfulness combate o estresse, melhora sua habilidade de focar, impulsiona sua criatividade e aumenta sua inteligência emocional.

6. Estabelecem os objetivos para o dia

Benjamin Franklin era obcecado com o planejamento de seus dias. Toda manhã, ele acordava às 4 horas e preparava sua agenda meticulosamente. Quando você planeja seu dia da maneira mais cuidadosa possível, suas chances de alcançar seus objetivos de maneira bem-sucedida disparam. Uma dica é estabelecer suas metas diárias depois de praticar o mindfulness, pois essa sensação de calma e clareza ajudam no cumprimento das mesmas de maneira mais eficiente e específica.

7. Certificam-se de que seus objetivos são realistas

Não existe um motivo para estabelecer seus objetivos se eles não são realistas. Reserve um tempo para garantir que sua agenda possua períodos reservados para uma lista do que você precisa fazer. Uma boa regra é tornar o seu dia o mais intenso possível. Pense nas coisas que você tem a capacidade de fazer e que façam sua carreira avançar, não importa o quão assustadoras sejam as tarefas e a agenda. Quando você completa primeiro as tarefas difíceis, carrega uma energia positiva e um sentimento de dever cumprido pelo resto do seu dia.

8. Dizem não

“Não” é um palavra poderosa, que vai proteger as suas manhãs. Na hora de dizê-la, evite frases como “eu acho que não consigo” ou “eu não tenho certeza.” Dizer “não” para um compromisso novo honra a existência de outros já existentes – e o tempo da sua manhã é um compromisso importante. Uma pesquisa conduzida pela Universidade da Califórnia em San Francisco mostrou que quanto maior sua dificuldade para dizer “não”, mais propenso você estará para vivenciar estresse, exaustão e, até mesmo, depressão.

“O sucesso é a soma de pequenos esforços repetidos dia após dia.”
Robert Collier, escritor norte-americano

Extraído da Forbes Brasil: http://www.forbes.com.br/negocios/2017/08/8-coisas-que-pessoas-bem-sucedidas-fazem-antes-das-8-horas-da-manha/

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

As pessoas em geral têm medo de errar, mas esquecem de um custo que às vezes é muito maior… estou falando do custo de não agir, de continuar na inércia, fazendo as mesmas coisas e obtendo os mesmos resultados enquanto o tempo passa.
 
Você vai errar muito no trabalho, na vida, pois todo processo de crescimento passa por erros. Então, se você não está errando (aqui não estou falando de erros estúpidos), quer dizer que não está avançando. Errar é preciso! Desde que, é claro, esteja buscando corrigi-los e aprender com eles. Como afirma o filósofo Mário Sergio Cortella: “Não aprendemos com nossos erros, mas com a correção deles.”
 
Então, o maior problema não é errar e sim ficar paralisado e sempre no mesmo lugar por causa do medo de errar. Este custo é muito maior, mas quase ninguém percebe. Tendemos a ficar em nossa zona de conforto, navegando sempre perto da costa, onde temos em segurança. Mas, devemos sempre lembrar que barcos não são feitos para ficar no porto. Coragem, ambição e ousadia são essenciais para quem quer chegar longe na vida.
 
Portanto, não tenha medo de errar. Lembre-se, antes um erro calculado do que a permanência na inércia. E quando errar, conserte rapidamente seu erro, aprenda a lição e siga em frente mais forte!

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

Você está estressado com o trabalho? Tem dificuldades em dizer não? Como aguentar da melhor maneira possível as cobranças pelo cumprimento de metas? E como aprender a dizer não, superar os problemas e manter a saúde física e mental. Confira abaixo o CBN Debate com a minha participação na íntegra sobre esses temas:

Parte 01

Parte 02

Parte 03

Parte 04

 

Aqui estão alguns trechos da minha fala:

 

Foco e saber dizer ‘não’

 
“A pessoa que diz ‘sim’ para tudo é desfocada. Foco significa dizer ‘não’ para muitas coisas para poder se concentrar no que realmente importa.”
 
“O maior problema não é dizer ‘não’, mas abrir mão das suas prioridades para atender demandas secundárias que surgem a todo instante.”
 
“Não podemos fazer tudo, pois nossos recursos (tempo, energia…) são limitados. Por isso, precisamos fazer um uso inteligente desses recursos e, para isso, devemos ter clareza de nossas prioridades.”
 
“O grande problema é que as pessoas em geral não têm essa clareza e por isso desperdiçam seu tempo nas coisas erradas.”
 
“Movimento não é progresso. Você pode riscar uma série de tarefas do seu caderno e ainda assim chegar ao final do dia sem ter realizado nada de significante”.
 
“Quer aumentar sua produtividade? Em vez de perguntar o que você deveria começar a fazer, pergunte-se o que você deveria parar de fazer!”
 
“O segredo está em realizar um esforço proativo para eliminar tudo que é desnecessário e está atrapalhando para poder focar no que é essencial.”
 
“Temos dificuldade em dizer ‘não’ por causa de três barreiras: uma cultura onde o ‘não’ é mal recebido pelo outro, uma estrutura de personalidade mais submissa e uma falta de habilidade em saber dizer esse ‘não’.”
 

Estresse

 
“O estresse não é necessariamente algo ruim. É como aquele velho ditado: ‘a diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem’.”
 
“A ausência total de estresse é negativa, pois gera acomodação. O estresse, bem dosado, é essencial o nosso crescimento.”
 
“O cansaço resulta de um esforço intenso. Já o estresse resulta de um esforço sem sentido.”
 
“O cansaço a gente resolve descansando. Já o estresse a gente só resolve com uma mudança estrutural, seja em nossas atitudes, hábitos ou decisões.”
 
“O que há de errado em uma mulher optar por ser mãe em tempo integral se é isso que a realiza? Da mesma forma, o que há de errado em uma mulher decidir não ser mãe para focar na carreira? Ou ainda, querer conciliar os dois. Não tem certo ou errado. Depende daquilo que ELA quer.”
 

Sucesso

 
“A minha definição de sucesso é uma combinação de três coisas: a capacidade de um indivíduo de alcançar a excelência de si mesmo, de transformar sua vida naquilo que sempre sonhou e de contribuir de uma maneira significativa para o mundo ao seu redor.”
 
“Esta é a minha definição de sucesso, mas isso não importa. O que importa é que você tenha clara a SUA definição de sucesso. Só assim você pode saber o que está perseguindo em sua vida.”

Gostou? Então, conheça um método interativo para aumentar sua produtividade e ajudar você a perseguir com foco todos os seus objetivos pessoais e profissionais. Acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Paulo Machado trabalhou por vários anos ligado à ONU, aprendeu 5 idiomas, viajou por quase 30 países, morou no Canadá e na Itália, onde trabalhou com o grande jogador de futebol Clarence Seedorf no Milan. Hoje dedica-se à área de Desenvolvimento Pessoal ajudando pessoas e empresas a crescerem.

 

Sabe… confesso para vocês que, às vezes, fico até com vergonha de dizer que sou Coach. Tem gente que brinca que se você sacudir uma árvore caem 5 ou 6 Coaches, de tão banalizada que ficou a profissão. Para piorar, tem ainda essa onda atual de “Fórmulas” e “Gurus de Palco” na internet.

Então, toda vez que tenho que falar que sou Coach e escrevi um livro que fala sobre Sucesso, já tenho que me defender para não cair nesta vala comum e mostrar que é possível tratar do assunto de maneira inteligente e pragmática. Existem, sim, maneiras de transformar rapidamente sua vida e isso não tem nada a ver com promessas mirabolantes, mas com foco e estratégia.

O Verdadeiro Coaching

Se você quiser conhecer um pouco mais sobre o Coaching e como ele pode ajudar você a transformar sua vida, aqui está minha entrevista na Rádio Educativa. Agradeço à rádio pelo espaço. Foram mais de 15 minutos onde eu pude esclarecer algumas questões importantes sobre essa profissão tão valiosa que, quando realizada com seriedade e competência, produz resultados extraordinários na vida de tantas pessoas.

Link da entrevista: https://soundcloud.com/paulo-machado-11/entrevista-radio-educativa-como-o-coaching-pode-ajudar-voce-a-transformar-sua-vida

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Quando jovem, R.W. sempre quis ser comediante. Seus pais eram totalmente contra essa ideia e queriam que ele seguisse uma carreira tradicional, que lhe proporcionasse mais segurança e estabilidade.

Mesmo contra a vontade dos pais, R.W. arriscou tudo na carreira artística e logo se tornou um comediante de sucesso, mas era só o começo. Sua ambição era muito maior. Agora ele queria ter um talk-show em rede nacional e queria ser número um na audiência. Conseguiu.

Não satisfeito, quis arriscar na carreira de ator em Hollywood, uma das profissões com maior índice de fracasso. Los Angeles é conhecida como a terra das ilusões, dos sonhos perdidos, pois diariamente pessoas do mundo inteiro desembarcam ali cheias de esperança, mas a dura realidade é que apenas 0,001 realmente dá certo.

Mesmo assim, R.W. triunfou! Tornou-se um dos atores de comédia mais bem pagos de seu tempo e com uma das maiores bilheterias. O que mais alguém assim poderia almejar? Pois ele ainda não estava satisfeito, afinal precisamos crescer sempre, não é? Precisamos de sonhos que nos façam seguir em frente.

Seu próximo objetivo era ganhar o Oscar e, para provar que seu talento ia além da comédia, seu prêmio teria que ser por um papel dramático. Com seu talento descomunal conquistou a estatueta tão cobiçada. Estava no topo do mundo e era amado por milhões de pessoas de todas as partes do globo.

Mesmo com todo esse sucesso, no dia 11 de agosto de 2014, R.W. enrolou uma corda em seu pescoço, amarrou-a cuidadosamente em uma viga na sua casa, subiu em uma cadeira e saltou para a morte. Robin Williams havia se suicidado.

 

O que realmente é sucesso?

Essa história nos faz questionar o que realmente é o sucesso. Afinal, antes de sua morte, qualquer pessoa responderia que ele era um artista de sucesso. Mas, para Robin Williams chegar ao ponto de tirar a própria vida é porque já se encontrava em um nível quase insuportável de sofrimento.

Por isso, é importante distinguir claramente ilusão de sucesso do que eu considero o “Verdadeiro Sucesso”, cuja minha humilde definição trago aqui:

A capacidade de um indivíduo de alcançar a excelência de si mesmo, de transformar sua vida naquilo que sempre sonhou e de contribuir de uma maneira significativa para o mundo ao seu redor.

Arthur Schopenhauer tem um conceito de sabedoria de que eu gosto bastante e que complementa a ideia que quero passar aqui:

Por sabedoria entendo a arte de tornar a vida a mais agradável e feliz possível.

Veja como os valores se alteram e as coisas mudam bastante diante dessa definição. De que adianta conquistar fama, fortuna, poder, se internamente você é um miserável?

 

A lição de Chris Cornell

Outro exemplo é o do grande vocalista Chris Cornell. Aparentemente, ele “tinha tudo”, era uma das melhores vozes do rock, tinha fama, dinheiro, seguidores em todo o mundo e, mesmo assim, colocou um ponto final em sua vida aos 52 anos enforcando-se e deixando esposa e três filhos. Como explicar?

Tudo que tem um preço é barato. Só aquilo que o dinheiro não compra é realmente caro, e quem não o adquirir será sempre um miserável, ainda que seja milionário. (Augusto Cury)

A vida é um jogo interior. É dentro de sua mente que a sua vida acontece. Você pode ter dinheiro e viajar para qualquer lugar do mundo, mas não há como escapar de si mesmo. Todos nós somos prisioneiros de nossa mente, por isso é bom cuidar bem dela.

Aliás, dessa reflexão eu procuro buscar entender uma velha lição da Bíblia de “nunca julgar os outros”, pois nenhum de nós conhece a luta íntima que se passa no interior de cada um. Para quem vê de fora é fácil decretar uma sentença.

Por isso, lembre-se de que toda mudança para ser permanente tem de ocorrer primeiro em sua mente.

No entanto, como podemos reprogramar nossa mente? Aí que está a grande questão… este é um assunto para uma outra oportunidade.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Um guia para organizar sua vida e planejar seu futuro

Hoje, quando se fala na palavra “sucesso”, fica difícil não associá-la àquelas imagens de gurus de palco, promessas mirabolantes etc.

Então, antes mesmo de começar a leitura, eu gostaria de esclarecer duas coisas:

  1. Para mim, não existe sucesso sem esforço ou mérito. Duvide seriamente de qualquer pessoa que tiver uma solução fácil ou instantânea. Existem, contudo, maneiras inteligentes e estratégias eficazes para transformar sua vida a partir de agora.
  2. Eu não acredito em receita para o sucesso. O que funciona para um não funciona para outro. Entretanto, o sucesso é mais previsível do que parece. Quem chega lá, não é por acaso. Existem alguns padrões bem determinados que conduzem uma pessoa a uma vida de sucesso.

Nada de fórmulas mágicas…

Então, desde já, este livro não é sobre “fórmulas mágicas”, mas sobre estratégia e prometo respeitar sua inteligência do início ao fim.

O conteúdo está dividido em duas partes. Na primeira, temos uma breve autobiografia para que você conheça um pouco da minha trajetória e saiba como viajei por quase 30 países, aprendi cinco idiomas, trabalhei ligado à ONU e também na elite do futebol mundial em Milão, ao lado do grande jogador Clarence Seedorf, e muito mais.

Na segunda, estão os “10 Princípios Universais do Sucesso” que reuni com base em mais de 10 mil horas mergulhado no universo do Desenvolvimento Pessoal, Coaching, PNL, entre outros assuntos correlacionados. Além disso, estudei e apliquei esses na prática os conceitos de Tony Robbins, Brian Tracy, Zig Ziglar, Jim Rohn, Napoleon Hill, Dale Carnegie, Peter Drucker, Stephen Covey, Tim Ferriss e tantos outros. Apresento, também, o resumo, conciso e direto, que gostaria que alguém tivesse feito para mim lá atrás.

Ao longo dos capítulos, você irá aprender a desenvolver habilidades essenciais, como saber planejar estrategicamente seu futuro, definir metas, encontrar motivação, identificar seus talentos, aumentar sua produtividade, entre outras.

O objetivo é oferecer a você um conjunto único de ferramentas (de eficácia comprovada) para que possa transformar de maneira eficiente e inteligente sua vida a partir de agora.

Em suma, este livro foi escrito para ajudá-lo a:

  • organizar sua vida e planejar seu futuro;
  • desenvolver-se pessoal e profissionalmente;
  • gerar uma transformação a partir de agora.

Boa leitura!

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

Finalmente! Um dos melhores livros que já li em minha vida foi traduzido para o português. O clássico “Eat that Frog!”, de Brian Tracy, que já vendeu mais de 2 milhões de exemplares, agora está disponível em nosso idioma com o título: “Comece pelo mais difícil: 21 ótimas maneiras de superar a preguiça e se tornar altamente eficiente e produtivo”.

Este livro sintetiza preciosas lições, hábitos, estratégias que fizeram muita diferença na minha vida e que você pode começar a aplicar a partir de agora mesmo. Aqui está um pouco do que você vai ver nesta leitura que eu considero obrigatória para o seu desenvolvimento.

Introdução

Vivemos em uma época maravilhosa. Nunca dispusemos de tantas possibilidades e oportunidades para alcançar nossos objetivos. Estamos mergulhados em opções. Aliás, temos tantas alternativas que a capacidade de fazer escolhas corretas pode ser o fator determinante para o sucesso.

Se você é como a maioria das pessoas, está sobrecarregado de tarefas e não tem tempo de cumprir todas elas. À medida que se esforça para ficar com tudo em dia, surgem novas responsabilidades. Por causa disso, você nunca consegue fazer tudo que precisa fazer, vive revendo prazos e refazendo cronogramas, está sempre atrasado com determinadas obrigações – provavelmente, a maior parte delas.

A necessidade de ser seletivo

Hoje em dia, a capacidade de distinguir a tarefa principal e realizá-la com rapidez e competência é provavelmente mais importante para o sucesso que qualquer outra qualidade ou talento que você possa desenvolver.

Uma pessoa comum que cria o hábito de estabelecer prioridades claras e finalizar tarefas importantes em pouco tempo é muito mais eficaz que o gênio que fala muito e elabora planos maravilhosos, porém pouco concretiza.

O cerne deste livro

Certa vez, Mark Twain disse que, se sua primeira ação toda manhã é comer um sapo vivo, você pode passar o dia com a satisfação de saber que, não importa o que aconteça no restante do dia, nada será pior.

Seu “sapo” é sua maior e mais importante tarefa, aquela que você tem mais chances de procrastinar se não resolver trabalhar nela de uma vez. Essa é a tarefa que pode exercer o impacto mais positivo e gerar os melhores frutos.

A primeira regra para concluir tarefas é: Se tiver que escolher entre duas, faça primeiro a maior.

Voltando à referência a Mark Twain, se tiver que escolher entre dois sapos, coma logo o mais feio. Ou seja, se você tem duas tarefas pela frente, comece pela mais importante, trabalhosa e difícil. Discipline-se para começar imediatamente e seguir com ela até finalizá-la, e só depois passe para a seguinte.

Pense na tarefa como um teste. Um desafio pessoal. Resista à tentação de começar pela mais fácil. Lembre-se a todo momento de que uma das decisões mais importantes que você pode tomar todos os dias é resolver o que fará imediatamente e o que deixará para depois (ou mesmo se concluirá a tarefa menos importante).

A segunda regra para concluir tarefas é: Se precisar mesmo resolvê-la, tenha em mente que você não tem nada a ganhar se ficar sentado olhando para ela por muito tempo.

O segredo para alcançar altos níveis de desempenho e produtividade é ter o hábito de resolver sua tarefa mais importante logo pela manhã. Desenvolva a rotina de “comer seu sapo” antes de qualquer outra coisa e sem perder tempo pensando no assunto.

Aja imediatamente

Com base nos diversos estudos sobre pessoas que recebem os maiores salários e são promovidas rapidamente, concluímos que o comportamento mais comum entre elas é o hábito de se “concentrar na ação”. As pessoas eficientes e bem-sucedidas começam a cuidar de suas tarefas principais assim que chegam ao trabalho e se disciplinam a agir com regularidade e foco até finalizá-las.

Atualmente, um dos maiores problemas observados nas empresas é a “falha na execução”. Muitas pessoas confundem a atividade em si com sua realização. Falam sem parar, organizam reuniões intermináveis e elaboram planos espetaculares, mas não concluem o trabalho nem alcançam os resultados esperados.

Desenvolva hábitos de sucesso

Seu sucesso na vida e no trabalho será determinado pelos tipos de hábito que você desenvolve ao longo do tempo. O hábito de estabelecer prioridades, superar a procrastinação e se concentrar em sua tarefa mais importante é um talento físico e mental, portanto pode ser aprendido com a prática e a repetição até ficar gravado em seu subconsciente e ser incorporado a seu comportamento. Quando uma ação se transforma em hábito, torna-se automática e fácil de realizar.

Começar e finalizar tarefas importantes proporciona uma recompensa imediata e permanente. Quando adquire esse hábito, você se sente tão preparado em termos mentais e emocionais que, ao cumprir a tarefa, tem uma sensação boa. Você se enxerga como um vencedor e experimenta uma onda de energia, entusiasmo e autoestima. E, quanto mais importante a tarefa, mais feliz, confiante e poderoso você se sente em relação a si mesmo e a seu mundo.

A finalização de uma tarefa importante proporciona a liberação de endorfinas no cérebro. A onda de endorfina também faz você se sentir mais positivo, atraente, criativo e confiante.

Desenvolva um vício positivo

Esse é um dos maiores segredos para alcançar o sucesso. Nas condições que acabei de descrever, você pode ficar viciado nas “endorfinas da finalização” e nas sensações de lucidez, confiança e competência que elas proporcionam. Quando adquire esse vício, inconscientemente você começa a se organizar de forma a começar e concluir tarefas e projetos cada vez mais importantes. Num sentido muito positivo, você de fato ficará viciado em alcançar suas metas e oferecer sua contribuição.

Assim, um dos segredos para viver uma vida fantástica, ter uma carreira bem-sucedida e se sentir bem consigo mesmo é criar o hábito de começar e terminar trabalhos relevantes. Ao fazer isso, esse comportamento se fortalece, e você passa a ter mais facilidade para finalizar as tarefas importantes do que para simplesmente deixá-las por fazer.

Sem atalhos

A prática é a chave para alcançar o domínio de qualquer habilidade. Por sorte, sua mente é como um músculo: quanto mais você a utiliza, mais forte e capaz ela se torna. Por meio da prática, você pode aprender qualquer comportamento e desenvolver quaisquer hábitos desejáveis ou necessários.

Os três Ds da formação de hábitos

Para criar os hábitos do foco e da concentração, você precisa internalizar três qualidades fundamentais: decisão, disciplina e determinação.

Primeiro, tome a decisão de se habituar a finalizar suas tarefas. Segundo, tenha disciplina para praticar repetidamente os princípios que está prestes a aprender até se tornarem automáticos. Terceiro, sustente tudo o que você faz com determinação, até que o hábito esteja incorporado à sua personalidade e se torne parte permanente dela.

Crie uma imagem daquilo que você deseja ser

Uma forma de acelerar seu progresso e se tornar a pessoa produtiva e eficaz que você deseja ser é pensar sempre nas recompensas e nos benefícios de ser alguém focado, dinâmico e ativo. Passe a se enxergar como o tipo de profissional que cumpre tarefas importantes rápido e com competência.

A imagem mental que você cria de si exerce um efeito poderoso sobre seu comportamento. Enxergue em si mesmo a pessoa que pretende ser. Sua autoimagem, a maneira como você se vê, determina em grande parte seu desempenho. Todas as melhorias em sua vida exterior começam com melhorias no interior, na imagem que você cria de si.

Você tem uma capacidade praticamente infinita de aprender e desenvolver hábitos e habilidades. Quando usa a repetição e a prática para superar a procrastinação e cumprir rapidamente as tarefas mais importantes, está pisando fundo no acelerador e alcançando seu potencial máximo.

Como comprar o livro: http://www.esextante.com.br/livros/comecepelomaisdificil/

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Este vídeo é para você que sempre quis começar a meditar, mas nunca conseguiu.

Eu também já fui assim… queria muito adquirir o hábito. Com a onda do “Mindfulness” – termo inglês para “atenção plena” – os resultados da prática se tornaram cada vez mais evidentes ao redor do mundo.

Tim Ferriss, autor americano, que entrevistou mais de 200 “World Class Performers”, diz que pelo menos 80% de seus entrevistados possuem alguma forma de prática meditativa. Esse foi um padrão que ele conseguiu identificar em pessoas de sucesso.

OK… está claro que vale muito a pena começar a meditar. O problema é que existe um grande obstáculo entre você e os enormes benefícios da meditação: a aquisição do hábito.

Como disse, eu, por exemplo, tive diversas tentativas frustradas. Queria muito meditar, mas não conseguia dar sequência. Hoje eu entendo claramente por que…

Foi aí que, quando todas as outras formas haviam falhado, eu encontrei um aplicativo chamado HeadSpace que finalmente conseguiu me fazer uma pessoa que medita diariamente. E detalhe: há mais de um ano.

Este vídeo, inclusive, eu fiz lá em fevereiro de 2016… E eu estou colocando ele novamente para atestar que, passados quase 18 meses, o hábito permanece.

Se você já está pensando em baixar o aplicativo, saiba só que existem duas barreiras:

1) É tudo em inglês
A voz que guia a meditação é do próprio criador, Andy Puddycombe, que já palestrou no TED inclusive.

2) O valor da mensalidade
Não são todos que estão dispostos a pagar 12,95 dólares todo mês para meditar. (Apesar de eu achar que é um ótimo investimento.)

Mas, a boa notícia é que eu recebi um e-mail esta semana mostrando que eles estão fazendo uma promoção onde se você pagar anualmente (59,00 dólares), o valor fica equivalente a 4,99 dólares por mês.

É um custo irrisório se vem relação ao benefício que isso pode trazer a sua vida.

E só para avisar, eu não tenho absolutamente nada com eles, só estou fazendo toda esta propaganda porque realmente mudou minha vida e acho que vale muito a pena.
Para quem quiser, aqui está o link: https://www.headspace.com/promo/youinayear…

E mesmo que você não queria gastar um centavo, você ainda pode fazer os 10 primeiros dias de graça para conhecer na prática a experiência.

Você pode viajar para qualquer lugar do planto. A viagem mais fantástica que existe é para dentro da sua própria mente…

Pense em alguma coisa que você quer conquistar: ganhar mais dinheiro, entrar em forma, encontrar o amor da sua vida… provavelmente aquilo que você pensou também seja o objetivo de muita gente. Querer, todo mundo quer… A grande questão é: por que são tão poucos aqueles que realmente conseguem chegar lá? Parte da resposta está em uma única palavra: sabotadores. Existem sabotadores – que na maioria das vezes você não enxerga – que impedem você de crescer e alcançar seus objetivos. Podemos dividir esses sabotadores em 5 categorias:

1) Falta de clareza:

Você tem apenas uma ideia vaga do que você quer. É como uma visão embaçada que não te permite enxergar o caminho que irá te levar até lá. Quanto mais clara, específica, rica em detalhes for a sua visão, maior a sua chance obter sucesso. É a diferença entre uma pessoa que fala: “tenho que emagrecer” versus outra que diz: “minha meta é perder 6 quilos nos próximos 3 meses seguindo um cardápio feito por uma nutricionista especializada e um programa de treinos específico para perda de gordura na minha academia”.

Qual das duas você acha que tem mais chance de emagrecer? E para ficar mais interessante ainda, você poderia incluir algumas perguntas como: “como posso me divertir durante esse processo?”, “como posso aproveitar essa oportunidade para reeducar permanentemente minha alimentação e construir um estilo de vida mais saudável?”, etc…

2) Estratégia errada:

Às vezes a pessoa sabe o que quer, mas insiste em uma estratégia que simplesmente não funciona. Vamos supor que a sua meta seja aprender inglês para obter melhores oportunidades profissionais e ganhar mais dinheiro. A propósito, uma pesquisa da CATHO recente mostrou que quem fala inglês tem em média um salário 67% maior do que quem não fala. Para ilustrar, enquanto uma pessoa em cargo de gestão que não fala ganha 10 mil reais por mês, uma outra que possui o idioma recebe 17 mil.

Porém, na hora de escolher a estratégia, você opta por um daqueles métodos mirabolantes que nunca trazem resultados. Nesse caso, não adianta você se matar de estudar, investir mais horas, tempo, dinheiro, energia… porque esse caminho nunca vai te levar até lá. E olha… como eu canso de ver pessoas iludidas insistindo em estratégias erradas. Não importa o quão motivado você esteja, você nunca vai encontrar o pôr do sol correndo em direção a leste. Por isso, procure sempre por estratégias que comprovadamente funcionam (Coaching), vá atrás de pessoas que pessoas que passaram pelo processo obtiveram os resultados que você busca.

3) Falta de habilidades:

Para variar os exemplos, vamos imaginar agora que sua meta seja empreender! Daí chega um cunhado, um amigo, um primo e diz que “o que dá dinheiro hoje em dia” é abrir um site de vendas na internet. Você, mesmo sem entender nada desse universo, vai na dele e cria um site, compra estoque, paga plataforma, investe em publicidade, trabalha 14 horas por dia… o resultado? Como em 99% dos casos, você não vende nada e fica frustrado.

Cegado pela sua emoção, você não entende por que o negócio não deu certo. Mas, fazendo um exame de consciência sincero, você percebe que era óbvio desde o início que não daria certo. Para empreender e ter um negócio online de sucesso, é preciso antes desenvolver uma série de habilidades que você não possuía: marketing digital, logística, vendas, promoção, programação, design… Então, muitas vezes o seu sabotador é a falta de habilidades. A única forma de obter aquilo que você busca é desenvolvendo uma série de habilidades que você ainda não detém. Neste caso, você precisa ter consciência de que é necessário primeiro buscar esse desenvolvimento para que sua meta seja atingível.

4) Ambiente:

Em outros casos o seu maior sabotador pode ser o seu ambiente e aqui podemos dividir a palavra ambiente em algumas categorias.

Ambiente físico: o ambiente que você vive é um reflexo da vida que você leva. Se o seu quarto é uma bagunça, seu carro está sempre sujo, seu local de trabalho é uma total desorganização… isso já é uma boa indicação de como vão as coisas na sua vida. Para estar no seu melhor você deve viver em um ambiente que favoreça o alcance da alta performance.

Pessoas: quais são as pessoas com quem você mais passa tempo diariamente? Eu costumo dizer que você é a média das pessoas com quem mais convive. Então, aqueles que estão ao nosso redor têm um enorme impacto em nosso ambiente. Por isso, procure se livrar de pessoas tóxicas e, ao mesmo tempo, busque se cercar de pessoas que lhe engrandeçam, construindo estrategicamente um network de valor.

Rotina: como é o seu quotidiano? Quais são seus hábitos? Como você utiliza o tempo em que está no trânsito? A sua vida é o resultado de um conjunto de rituais que você pratica todos os dias do momento em que acorda até o momento que vai dormir. Isso também é parte determinante do ambiente que cria para si.

5) Psicológico:

O Budismo ensina que “somos aquilo que pensamos”. Pensamentos geram palavras, que geram ações, que geram atitudes, que geram hábitos, que determinam o nosso destino. Muitas vezes, o primeiro passo para qualquer mudança é uma limpeza mental, pois o sabotador está dentro de nós mesmos. Queremos algo, mas ao mesmo tempo sentimos medo, nos sentimos inseguros, temos um conflito interno pois não nos acreditamos capazes, dignos ou merecedores daquilo. Enquanto este conflito não for resolvido através de uma reprogramação mental, de uma alteração das crenças que você tem a respeito do mundo e de si mesmo, esse grande (e muitas vezes invisível) sabotador continuará lá, drenando sua energia, sua motivação e impedindo que você conquiste as coisas que você quer para sua vida.

Quais são os seus sabotadores?

Agora que você já conhece essas 5 categorias de sabotadores que impedem o seu progresso, pare um instante e responda: “Qual é o seu principal sabotador que está bloqueando o seu crescimento e o que você pretende fazer para se livrar dele imediatamente?”

 

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Tinha tudo… uma das melhores vozes do rock, fama, dinheiro, mulheres aos seus pés… Mesmo assim, Chris Cornell colocou um ponto final em sua vida aos 52 anos enforcando-se e deixando sua esposa e três filhos. Como explicar?

Conheça a voz dele aqui: https://youtu.be/7QU1nvuxaMA 

“Tudo que tem um preço é barato. Só aquilo que o dinheiro não compra é realmente caro, e quem não adquiri-lo será sempre um miserável, ainda que seja milionário.” (Augusto Cury)

A vida é um jogo interior… É lá que a sua vida acontece. Você pode ter dinheiro e viajar para qualquer lugar do mundo, mas não há como escapar de si mesmo. Todos nós somos prisioneiros da nossa mente, por isso é bom cuidar bem dela.

Desta reflexão, eu procuro entender o “não julgar” que aprendemos, pois nenhum de nós conhece a luta íntima que se passa no interior de cada um. Para quem vê de fora fica fácil decretar uma sentença.

Por isso, se você que está lendo agora está passando por um momento difícil, lembre-se que toda mudança para ser permanente tem que ocorrer primeiro na sua mente. Você pode mudar de casa, emprego, casamento… se não reprogramar sua mente, as mesmas experiências vão continuar se repetindo.

A grande beleza da vida é que podemos, a qualquer instante, alterar nosso destino, passar uma régua no que ficou para trás e começar uma nova história.

Lembre-se, cada dia que passa não é um dia a mais, e sim um dia a menos. Por isso, pare um instante e reflita bem sobre a história que quer escrever no livro da sua vida. Se não fizer isso, você corre um sério risco de chegar à última página e perceber que escreveu a história errada.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Jim Rohn, um dos especialistas em Desenvolvimento Pessoal que eu mais admiro, afirma: “Sucesso é o resultado de pequenas disciplinas realizadas diariamente com consistência ao longo do tempo”.

O que mais me fascina nesta frase é o seu paradoxo, pois ela é extremamente simples e complexa ao mesmo tempo. Simples porque ela afirma que para alcançar o sucesso é só ter um conjunto de pequenas disciplinas – que qualquer pessoa pode desenvolver – e sustentá-lo com consistência ao longo do tempo. Por outro lado, se é tão simples, porque a grande maioria das pessoas nunca vai alcançar uma vida de sucesso? É aí que entra a complexidade e para você conseguir compreendê-la, é preciso que eu fale sobre uma habilidade essencial para o seu planejamento de vida.

Nós, cidadãos do mundo moderno, temos uma forte tendência imediatista, queremos ver o resultado de nossas ações rapidamente, sobretudo os mais jovens – e não há nada de errado em querer fazer com que as coisas aconteçam com velocidade em nossa vida. O problema é que quando isso ocorre em excesso, essa pressa acaba nos cegando e nos impedindo de desenvolver essa habilidade essencial.

Mas qual é, afinal, essa habilidade?

A de saber enxergar o valor das coisas ao longo do tempo. Saber qual será o resultado da nossa conduta no longo prazo. E por “nossa conduta” eu me refiro aos nossos hábitos, nossas atitudes, nossos padrões mentais, as pequenas coisas que fazemos todos os dias… Vamos ver isso na prática para ficar mais claro.

Por exemplo, se você se dedicar à leitura de um bom livro por 15 minutos hoje, dificilmente isso fará alguma diferença na sua vida. Mas é aqui que entra o “pulo do gato”, o despertar que me referi antes… 15 minutos de leitura hoje não farão nenhuma diferença, mas, e se você fizer isso todos os dias nos próximos 12 meses? Que tipo de pessoa você vai ser comparado a sua versão no futuro onde você nunca abriu um livro sequer? Como vai estar sua vida comparada àquela onde você não desenvolveu esta pequena disciplina?

Quer ver outro exemplo? Todos nós podemos reservar pelo menos 15 minutos por dia para brincar, conversar e nos dedicarmos com total atenção aos nossos filhos. Parece pouco? Parece simples? Qual foi a última vez que você desligou o celular e perguntou para o seu filho (a) como foi o seu dia, quais são seus planos, o que ele anda sentindo etc. Da mesma forma, se fizer isso hoje, provavelmente não verá nenhuma diferença. Mas, se fizer disso uma prioridade e sustentar essa pequena disciplina ao longo dos muitos anos de desenvolvimento dos seus filhos, que tipo de relação você terá com eles no futuro? O mesmo vale para o casamento a propósito…

Santo Agostinho, todas as noites, quando ia se deitar, fazia um breve exame de consciência analisando como havia sido a sua conduta durante aquele dia, onde havia falhado e o que pretendia fazer para melhorar no dia seguinte. Simples, não? A parte difícil está no “todas as noites”…

Eu poderia citar vários exemplos aqui como: comer uma fruta por dia, fazer uma oração matinal, caminhar, meditar, planejar o seu dia, investir no seu desenvolvimento pessoal…

Todas essas são coisas simples que estão ao alcance de qualquer pessoa, mas que quase ninguém acaba conseguindo colocar em prática com consistência.

E por que?

Justamente pela falta dessa habilidade essencial que é “saber enxergar o valor das coisas através do tempo”. Sem essa consciência fica muito difícil desenvolver a disciplina necessária. O sujeito pergunta, mas que diferença isso vai fazer?

Hoje, nenhuma. No final da sua vida, toda.

“O sucesso não é nada além de algumas disciplinas simples, praticadas todos os dias; enquanto o fracasso simplesmente são alguns erros de julgamento, repetidos todos os dias. É o peso acumulativo de nossas disciplinas e nossos julgamentos que nos leva ao sucesso ou ao fracasso.” (Jim Rohn)

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

Quem conhece meu trabalho melhor deve saber que a minha resposta é os dois!

Se você é feliz no que faz, mas não foi capaz ainda de obter um retorno financeiro condizente com o valor que entrega, é seu dever perseguir esse reconhecimento… pois, diferente do que muitos pregam, o dinheiro é sim importante! Achar que “não precisa de dinheiro para ser feliz” é uma baita crença limitante na minha opinião…. E isso não tem nada a ver com ganância…

Se eu te pedir para listar 10 coisas que você gostaria de ter/fazer em sua vida, você logo perceberá que todas envolvem, de uma forma ou de outra, o dinheiro. E mesmo que você seja totalmente desapegado de bens materiais e tenha uma vida minimalista, o dinheiro ainda tem um papel fundamental porque você precisa dele para não ter os graves problemas que a falta de dinheiro causa.

Então, o dinheiro é importante… mas, de que vale o dinheiro se você é completamente infeliz no trabalho? Não há quantia no mundo que valha uma vida de insatisfação profissional onde você é prisioneiro de uma sucessão de dias sem sentido. Infelizmente, muitas pessoas vivem só para trabalhar e esquecem que o trabalho é UMA das áreas da nossa vida. E daí acabam abrindo mão dos seus valores, negligenciando seu casamento, sua família, sua saúde, seu bem-estar etc.

E o pior é que como vivem no modo automático, sem nunca parar para refletir, quando percebem já estão à beira de um divórcio, de um ataque cardíaco etc.

Por isso, os dois são fundamentais e cabe a você balancear essa equação de acordo com vida que quer construir para si.

Então, deixo essa reflexão a você: qual é a sua maior carência/necessidade atualmente: dinheiro ou realização profissional? A partir dessa resposta, analise o que você precisa começar a fazer para “saciar esta sede”.

E, para concluir, seguindo ainda essa linha de raciocínio, aproveito para compartilhar um depoimento que recebi neste feriado de uma pessoa bem especial que teve a iniciativa de buscar o próprio desenvolvimento e, a partir disso, foi capaz de iniciar um novo ciclo de crescimento e transformar sua vida.

São esses depoimentos que me motivam cada vez mais a perseguir a minha missão de “inspirar pessoas a buscarem o melhor de si para construírem uma vida melhor”.

Aqui está:

 

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

Sabe aquelas geladeiras que já dão água filtrada. Então, eu tenho uma dessas… Eu fui tomar água e vi que ali tinha um copo. Nele tinha um resto de água que alguém tinha deixado. Então, eu peguei, joguei esse resto na pia, enchi o copo até o topo com água fresca, potável e bebi.

Algo totalmente corriqueiro, certo? Depende. No modo automático que vivemos, sim. O que aconteceu normalmente passa desapercebido.

Entretanto, se você, naquele momento elevar seu nível de consciência, poderá sentir uma gratidão enorme e mudar totalmente a maneira como estava se sentindo. Quer ver como?

Basta colocar isso em uma perspectiva global e histórica e constatar que esse é um luxo para pouquíssimos na humanidade. Claro que não a geladeira propriamente, mas o fato de:

  1. poder jogar fora aquele resto de água;
  2. ter água limpa e potável ao alcance das mãos 24 horas por dia;
  3. encher o copo à vontade;
  4. saber que vai sair água quando apertar o botão, inclusive amanhã e depois;
  5. conseguir oferecer isso para os seus filhos;
  6. etc.

Dessa maneira, você percebe que é uma pessoa afortunada, pois olhando através dessa ótica, você perceberá que faz parte de um grupo raríssimo de pessoas.

E o melhor é que dá para aumentar ainda mais esse nível de consciência – e por consequência o sentimento de gratidão. Basta eu parar para refletir que no momento em que fiz tudo aquilo eu estava com o corpo perfeitamente saudável, com todas as minhas funções mentais, motoras, neurológicas funcionando, sem dor etc., diferente de muitas pessoas que nem sequer irão sobreviver esta semana.

Daria para continuar aumentando ainda, mas aonde eu quero chegar? Em fazê-lo perceber o poder que você tem de alterar sua consciência usando a sua mente.

Além disso, quero também fazer você tomar consciência de como vivemos em um modo automático, com uma percepção cega e uma interpretação pobre da nossa realidade e do mundo ao nosso redor. É esse modo automático que nos impede de perceber o tempo passar, por isso é só lá na frente que você se dá conta que os anos passaram em um piscar de olhos…

Por isso é importante periodicamente “quebrar este feitiço” e enxergar nossa vida de uma nova perspectiva, de uma maneira mais consciente. O problema é que esse feitiço é tão forte que essas reflexões que deveríamos fazer com frequência acabam se tornando episódios raros.

E tem mais! Você também precisa saber desenvolver a sua habilidade de conseguir “enxergar o futuro” e as consequências das suas ações ao longo do tempo.

Quando somos crianças, adolescentes temos enorme dificuldade em entender o que os mais velhos dizem porque não temos a consciência temporal desenvolvida. Por isso é muito difícil encontrar um menino de 13 anos que esteja seriamente preocupado com sua aposentadoria.

Mas, com o passar dos anos, é seu dever compreender cada vez mais o conceito de “Trocas Intertemporais”. Trocas que você faz com o seu tempo e através do tempo. Para o bem e para o mal. Seja um estudante que se dedicou 12 horas por dia durante alguns anos para passar em um concurso que lhe garantirá uma alta renda até o fim da vida. Seja para aquele saiu precocemente da escola e agora está totalmente limitado e distante de seus concorrentes.

Mas, voltando ao modo automático…

Aquilo que eu fiz com o copo de água, posso fazer para qualquer coisa em minha vida: minha carreira, meu casamento, minhas emoções etc. Sair um instante do modo automático e refletir profundamente sobre aquilo que se deseja colocar o foco.

Então, aqui vem o objetivo de todo esse texto… Tudo o que escrevi até agora foi para que você chegasse a esse ponto com o nível de compreensão necessário para fazer o que irei propor a seguir…

Pare neste momento e pense em algo que está lhe deixando infeliz… muitas vezes é a coisa que você mais evita pensar ou ter que lidar. Agora analise-a sob uma nova perspectiva. Faça-se novas perguntas: “O que esta situação está tentando me ensinar?”, “Qual é a lição que eu tenho que aprender aqui para superar isso?”, “Qual é o custo de eu não agir agora e deixar as coisas seguindo para onde estão indo?”, “Qual é o primeiro passo para reverter a situação?” etc.

Todas as vezes que você faz isso (lembra que eu falei que tem que ser periodicamente), você abre uma janela infinita de possibilidades, você tem a preciosa chance de alterar para sempre o rumo da sua vida, então, dê a si mesmo esse presente e faça o seu melhor.

Se quiser minha ajuda, me escreva: contato@paulomachado.com

Vou gostar muito de receber o seu contato.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

É possível aprender a ser feliz? Estudar a felicidade como uma ciência? De acordo com o professor do curso mais concorrido de Harvard, Tal Ben-Shahar, a resposta é: Sim, sem dúvida.

Ele conta que após ter lançado o curso, a primeira pergunta que as pessoas o faziam era: “Você é feliz?”. Afinal, alguém que se propõe a ensinar como ser feliz deve obviamente ter uma resposta afirmativa para esta questão.

Entretanto, aqui está o que ele escreve em seu livro “Aprenda a Ser Feliz” em relação a esta pergunta…

Embora bem-intencionada, essa é uma pergunta que não ajuda. Como é que determino se sou, ou não, feliz? Em que ponto exatamente é que fico feliz? Existe algum padrão universal de felicidade e, se existir, como é que eu o identifico? Isso depende da minha felicidade relativa aos outros? Se for assim, como é que eu meço o grau de felicidade dos outros? Não há como responder de maneira absoluta a estas questões e, mesmo que houvesse, eu não seria mais feliz por isso.

“Sou feliz?” é uma pergunta fechada que sugere uma visão limitada de nossas vidas: ou somos felizes ou não somos. A felicidade, de acordo com esta abordagem, é o fim de um processo, um ponto finito e definível que, quando atingido, significa a conclusão da nossa busca.

Este ponto, contudo, não existe. Ninguém é capaz de determiná-lo com exatidão. E pior que o fato de nos agarrarmos à crença da sua existência só irá nos levar a um destino de frustração e incompletude.

Por outro lado, podemos sempre ser mais felizes, pois ninguém está em perfeito êxtase em todas as ocasiões sem ter mais a que aspirar. Portanto, em vez de se perguntar se é ou não feliz, faça uma pergunta mais inteligente: “Como é que posso ser mais feliz?”.

Esta pergunta reconhece que a felicidade é um processo contínuo e um ponto específico. Minha meta é ser mais feliz hoje do que ontem e mais feliz amanhã do hoje.

Em vez de nos sentirmos decepcionados porque ainda não atingimos à felicidade, em vez de dissiparmos as nossas energias tentando medir o nosso grau de felicidade, precisamos reconhecer que a felicidade é um recurso que nunca acaba e por isso podemos sempre buscar mais.

Ser mais feliz é uma missão para a vida toda.

Portanto, a conclusão é: não gaste sua energia questionando-se se você é feliz ou não. Em vez disso, concentre-se em responder: “Como posso ser mais feliz?”. É o progresso que nos traz o sentimento de alegria, prazer, realização e propósito que representam a felicidade e este deve ser um processo contínuo e indeterminado.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

O pequeno Tai estava na fila do caixa do supermercado enquanto sua avó comprava alguns bilhetes de loteria. Tentado, ele pediu a ela: “Vovó, a senhora compra um para mim?”. Ela estava de bom humor e resolveu atender ao pedido, afinal custava apenas 1 dólar.

Quando ele raspou, mal pôde acreditar. Havia sido premiado com 100 dólares, uma fortuna para ele na época! Pegou o dinheiro e comprou uma bicicleta que pouco depois seria roubada. É estranho como parece que aquilo que “vem fácil, vai embora fácil também”. Como diz um velho ditado Amish: “Uma cerca que é levantada rapidamente, cai rapidamente também”.

Passado um tempo, a família, que havia economizado um pouco aquele ano, resolveu dar um presente especial de Natal a Tai pelo seu bom comportamento aquele ano. Eles disseram: “Tai, você pode escolher o que quiser até 200 dólares.”. Depois de refletir por um instante, Tai pensou: “Se eu consegui 100 dólares em um bilhete premiado entre outros 10 que a vovó havia comprado, quanto não poderia ganhar se comprasse 200 bilhetes?!”

Como a família havia prometido que ele poderia comprar o quisesse, todos tiveram que cumprir o combinado. No dia de Natal, ali estavam os 200 bilhetes de loteria e Tai começou a raspar com um entusiasmo um a um. Entretanto, este entusiasmo foi aos poucos sendo apagado. Ao final, ele havia conseguido apenas 15 dólares com os 200 dólares investidos. Mas aquele episódio lhe ensinou uma precisa lição que ele guardaria por toda a vida: “O sucesso não tem nada a ver com a loteria.”

Essa imagem de sucesso instantâneo está estampada nas capas de revistas. Elas nos induzem a acreditar que este é o caminho, pois só retratam o momento de glória daquelas pessoas e não tudo que tiveram que passar para chegar lá. Os exemplos são os mais diversos:

  • O cantor inspirado grava aquele hit de sucesso e fica famoso
  • O empreendedor que tem uma ideia genial e fica milionário
  • A mulher está distraída no café e encontra o amor da sua vida
  • A pessoa acima do peso encontra a dieta milagrosa que a coloca em forma

Esta é uma grande ilusão, pois o sucesso nunca acontece da noite para o dia. O sucesso se parece mais com um bloco de mármore bruto que você recebe e tem que esculpir a obra da sua vida, pedaço a pedaço, todos os dias. Algumas vezes você vai ter cometer erros e terá que colar as peças novamente, outras você irá avançar mais rapidamente. Mas não adianta bater mais forte e quebrar a pedra em duas para acelerar o processo. Não funciona assim.

Bill Gates começou a programar com 14 anos e só chegou ao sucesso aos 30 e poucos anos sem nunca ter tirado um dia sequer de folga. Warren Buffett começou a trabalhar aos 7 e só se tornou bilionário aos 57, meio século depois, trabalhando arduamente e com inteligência dia após dia.

O pior é que muitas pessoas creem nesta ilusão e passam anos e anos, às vezes uma vida inteira, esperando aquela tacada de sorte, a bala de prata, a solução fácil que irá resolver todos os seus problemas instantaneamente. Não é a toa que tantas pessoas jogam na loteria, alguns inclusive torram valorosas somas que poderiam estar sendo poupadas para construir um futuro de sucesso, tijolo a tijolo.

Eu também tive um tanto dessa ilusão, achei que começaria com uma palestra fenomenal, um treinamento revolucionário, um programa de Coaching matador, mas a realidade foi bem diferente. Os primeiros não foram bons, nem os segundos… mas as poucos, eu fui melhorando, aperfeiçoando, errando, consertando, progredindo até um ponto que tivesse confiança no valor daquilo que eu estava oferecendo. É claro que hoje procuro melhorar cada vez mais, esse processo nunca acaba.

Pouca gente sabe esta história, mas Sam Walton, o fundador do Walmart, a maior empresa do mundo, foi preso no Brasil e passou uma noite na cadeia. O motivo? Os policiais acharam que se tratava de um louco, pois ele ficava agachado se esfregando em várias lojas. Foi aí que as pessoas que estavam hospedando o bilionário chegaram e conseguiram esclarecer o mal entendido. Sam Walton estava com uma fita métrica medindo as distâncias dos corredores nas lojas brasileiras. Queria ver se havia algo que ele não soubesse, estava procurando aprender aqui. Ele, o dono da maior empresa do varejo no mundo, buscando aprender conosco, cada vez mais. Se ele tinha esse nível de humildade, imagina o nível que nós devemos ter, então.

O sucesso é construído tijolo a tijolo, como se estivéssemos esculpindo o mármore, aos poucos, errando, corrigindo. O Davi não estava pronto para Michelangelo, foi uma vida inteira para conseguir chegar aquele nível.

Portanto, fica a reflexão, uma vida bem sucedida não será fruto de uma tacada de sorte. Fuja desta ilusão. Esta mentalidade oportunista irá condenar você a uma vida de frustração. Procure melhorar 1% a cada dia e lembre-se: mais importante que a velocidade é a consistência.

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.

 

 

Andrew Carnegie nasceu em Dunfermline, na Escócia, em 1835. Filho de pais muito pobres, ele se mudou para os Estados Unidos e, aos 12 anos, começou a trabalhar em uma fábrica ganhando apenas 1 dólar por semana.

Dali, deu-se início a uma das maiores ascensões no mundo dos negócios já vistas na história e Andrew Carnegie tornou-se o homem mais rico de todos os tempos.

Para se ter uma ideia, em valores corrigidos para os dias de hoje, sua fortuna seria avaliada em 400 bilhões de dólares (1,5 trilhão de reais), cinco vezes maior que a de Bill Gates.

Como era um homem generoso, ele utilizou esse dinheiro para construir várias obras importantes para a posteridade como a conceituadíssima Universidade de Carnegie Mellon e o grande Carnegie Hall em Nova Iorque.

Mesmo assim, seu maior legado para a humanidade não foi nem o dinheiro que deixou após sua morte e nem os bens materiais e sim algo muito mais precioso.

Ele deixou uma ideia.

Uma ideia que seria capaz de transformar a vida de muitas pessoas após sua morte e que nasceu de uma profunda frustração que Andrew Carnegie carregava dentro de si. Ele dizia: “É uma pena que a cada nova geração as pessoas tenham que perseguir o sucesso através de tentativa e erro quando os princípios para se chegar lá são tão evidentes.”.

Ele acreditava que deveria haver um “denominador comum” entre todas as pessoas de sucesso, como uma espécie de fórmula ou conjunto de princípios que pudessem ser replicados por qualquer um que tivesse a atitude e disposição necessárias.

Para Andrew, estava claro que existiam padrões bem específicos que todos aqueles bem-sucedidos seguiam e que os conduziam à prosperidade. Ele só precisava encontrar uma maneira de comprovar isso.

Então, ele pensou:

“Se eu fosse capaz de entrevistar um universo grande o bastante de pessoas extremamente bem-sucedidas esses padrões não teriam como ficar ocultos. Com uma investigação minuciosa eles poderiam ser finalmente identificados e comprovados.”.

Porém, ele já se encontrava em idade avançada e, para ter a validade desejada, ele determinou que esse estudo não poderia durar menos de duas décadas. Afinal, o objetivo era estudar o “verdadeiro sucesso”, aquele capaz de resistir à prova do tempo.

Então, para isso, ele precisaria de alguém que fosse de sua confiança para levar adiante o seu projeto.

Foi aí que, por uma dessas estranhas coincidências do universo, em uma entrevista, ele conheceu um jovem jornalista, de apenas 19 anos, chamado Napoleon Hill. Nesta ocasião, ele viu um brilho diferente nos olhos do rapaz e resolveu lhe propor o desafio dando-lhe exatos 60 segundos (sem que ele soubesse disso) para decidir se aceitaria ou não.

Napoleon Hill aceitou na hora e dedicou os próximos 20 anos de sua vida entrevistando e investigando pessoas de sucesso a fim de isolar e identificar os padrões e princípios que os levavam a essa vida.

Entrevistou mais de 16.000 pessoas sendo que 500 delas estavam entre as mais ricas e influentes do século XIX nos Estados Unidos. Eram personalidades como o Presidente americano Theodore Roosevelt, Thomas Edison, Henry Ford, Alexander Grambell, John Rockfeller e várias outras.

O resultado de todo esse trabalho foi um dos livros mais estudados no mundo chamado “A Lei do Triunfo”, publicado em 1925.

Andrew Carnegie nunca chegou a ver o resultado final de seu grande projeto, pois houvera morrido seis anos antes. Mas, seu legado permanece vivo até hoje. Graças a ele, surgiu uma nova forma de pensar. O lançamento do livro deu início a uma nova era onde o sucesso passou a ser estudado através de um ponto de vista científico.

“Se você tem a meta de alcançar um milhão de dólares e triunfa, seu maior prêmio não será o dinheiro, mas a sua transformação pessoal, a pessoa que você teve que se tornar para chegar lá.”
Andrew Carnegie

Apesar do dinheiro ser uma parte importante, é fundamental ressaltar que o objeto desse estudo não foi apenas o sucesso financeiro, mas o sucesso em sua concepção mais ampla, entendido como a capacidade de um indivíduo de alcançar a excelência de si mesmo, de transformar sua vida naquilo que sempre sonhou e de contribuir de uma maneira significativa para o mundo ao seu redor.

O que Napoleon Hill concluiu e comprovou empiricamente foi que existem padrões bem determinados, que acabaram ficando evidentes ao longo de todo o seu trabalho, que pessoas de sucesso seguem para construir uma vida extraordinária. Ou seja, o sucesso nunca é fruto do acaso. Ele é sempre o resultado de um esforço inteligente.

Mas quais são, afinal, esses princípios que conduzem uma pessoa a uma vida de sucesso?

Gostou? Então, acesse agora: www.paulomachado.com para saber mais.