Como é possível que, por causa de diferenças de opiniões políticas, pais e filhos deixem de falar? Amigos de infância passem a se enxergar como inimigos? Artistas consagrados passem a ser odiados por fãs de uma vida inteira?
A discussão política gerou um ambiente altamente tóxico entre as pessoas e isso tem gerado um efeito devastador nas relações humanas em todas as esferas.
Por que isso mexe tanto com a gente? Como as convicções políticas podem ser tão poderosas?  Como podem gerar um ódio instantâneo onde o amor e a amizade foram cultivados ao longo de tantos anos?
Por um lado, é salutar que estejamos aumentando nossa consciência política, algo essencial para o desenvolvimento de nosso país e o combate à corrupção. Por outro, entretanto, toda essa discussão está gerando conflitos devastadores nas famílias, nas amizades, no trabalho…
 

Como lidar com tudo isso?

Como melhorarmos nossa habilidade de convivermos pacificamente em meio à diversidade de opiniões?
São questões complexas e que se tornam ainda mais desafiadoras quando você entra no campo religioso. Ainda assim, é exatamente isso que tentarei, dentro das minhas limitações, falar na Palestra de amanhã que farei em um Centro Espírita:
Como deve ser a participação do Espírita, Cristão, ou pessoa religiosa de qualquer crença nas discussões políticas que tomaram conta do nosso país nos últimos tempos?
Com certeza, é um enorme desafio, mas vejo essa discussão como algo extremamente necessário nos dias de hoje. Não podemos permitir que opiniões partidárias sejam maior que o espírito de fraternidade e respeito que deve permear nossas relações.
Como se trata de um tema delicado, aqui estão algumas observações importantes:

  • A palestra terá absoluta neutralidade político-partidária.
  • Isso não quer dizer que eu não tenha minhas opiniões enquanto cidadão.
  • Entretanto, não acredito que um local religioso seja o foro apropriado manifestações políticas.
  • Tudo que será falado é de caráter universal e vale para pessoas de qualquer crença, cor, sexo, ideologia e preferência política.

A palestra é aberta a todos.
Data: 16 de outubro de 2018 às 20h00.
Local: CEPEC (Centro de Estudos e Pesquisas Espíritas de Curitiba). O endereço é: Rua Henrique Correa, 345, Bairro Alto.
 


 
Paulo Machado trabalhou por vários anos ligado à ONU, aprendeu 5 idiomas, viajou por quase 30 países, morou no Canadá e na Itália, onde trabalhou com o grande jogador de futebol Clarence Seedorf no Milan. Hoje dedica-se à área de Desenvolvimento Pessoal ajudando pessoas e empresas a crescerem.
Se quiser conhecer mais sobre mim e o meu trabalho, é só acessar: www.paulomachado.com
 

Published On: outubro 15th, 2018 / Categories: Blog / Tags: /

Faça parte do meu Mailing

Receba em primeira mão os novos artigos, vídeos, novidades e muito mais…

    100% Seguro | 0% Spam